Menu
X

Tags Archives: Saúde Bucal

imagem

Como Escovar a Língua? 3 Maneiras de Realizar Essa Higiene Bucal e Prevenir o Mau Hálito

1) COM AS CERDAS DA ESCOVA DE DENTES

Além de remover todo restinho de sujeira dos dentes, as cerdas da escova também possui outra função: limpar a língua. Isso mesmo! Logo após de fazer a higiene do seu sorriso, você encerra o ritual passando as cerdas do produto bem da superfície da língua. Basta posicionar a escova na posição horizontal e varrer a saburra lingual seguindo o sentido de dentro para fora da boca. Deste jeito você não vai ter mais problemas com mau hálito e até pode melhorar aquela sensação de secura na cavidade oral

2) COM A PARTE DE TRÁS DA CABEÇA DA ESCOVA DE DENTES

Você sabia que a parte de trás da cabeça de muitas escovas de dentes possuem um limpador de língua? É verdade! Muita gente não sabe disso, mas a maioria dos produtos de higiene vêm com essa função. Para descobrir se sua escova vem com limpador, basta verificar se aquele espacinho que fica atrás das cerdas possui  texturas onduladas ou com formatos aleatórios e mais elevadas que ajudam a realizar a limpeza. Depois é só limpar a língua da mesma forma como seria usando as cerdas.

3) COM O RASPADOR/ LIMPADOR DE LÍNGUA

Essa ferramenta é conhecida como limpador ou raspador de língua e pode ser usada para tirar a tal saburra que fica na superfície da região. Você consegue encontrar no mercado em forma de metal e em plástico, com ou sem cerdas, esse instrumento tem na sua ponta um final arredondado, onde se deve encaixar a língua. Dessa forma, o paciente o posiciona sobre ela e puxa de cima para baixo, removendo todos os pequenos agentes presentes na área. É importante lembrar que não se deve fazer uma pressão pra não acabar machucando a língua.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

BOCA SECA: O Que é? Quais São as Causas?

Essa sensação pode ser muito comum após uma noite de sono, mas se o problema permanecer por horas ou, pior, por dias, pode ser um sinal de alerta para xerostomia.

1. BOCA SECA: O QUE É XEROSTOMIA?

A xerostomia (xeros= seco, stoma= boca), é a sensação boca seca causado pelo ressecamento da cavidade oral. Ele não está diretamente relacionado com a diminuição da quantidade de saliva, mas sim da respiração praticada pela boca ou devido ao ronco. Quando há uma real diminuição na produção salivar, os termos corretos são hipossalivação ou hipossialia e nos casos em que há a ausência da produção de saliva é denominado de assialia.

2. QUAIS SÃO AS CAUSAS DA XEROSTOMIA?

1) Efeito colateral de medicações específicas: como os antidepressivos, ansiolíticos, antialérgicos, anti-hipertensivos, diuréticos, sedativos, entre outras.

2) Alterações emocionais: estresse excessivo, depressão e ansiedade.

3) Certos tipos de doenças: como o diabetes, hipertensão arterial e as doenças autoimunes também causar a diminuição da produção de saliva.

4) Tratamentos médicos: alguns podem comprometer as glândulas salivares e afetar a produção salivar como a radioterapia de cabeça e pescoço e quimioterapia, em casos de tratamento de câncer.

3. DOENÇAS BUCAIS CAUSADAS PELA BOCA SECA

– Dificuldade para comer, mastigar, engolir ou falar;
– Alteração do paladar;
– Doenças de gengiva;
– Periodontite;
– Cáries;
– Mau hálito;
– Feridas e úlceras bucais;
– Irritação, ardência, sensibilidade ou queimação;
– Dor na língua ou em outras regiões da boca;
– Maior vulnerabilidade da boca às infecções;
– Dificuldade no processo de digestão dos alimentos.

4. XEROSTOMIA EM CRIANÇAS: COMO A DOENÇA BUCAL SE MANIFESTA NOS PEQUENOS

A síndrome da boca seca pode atingir pessoas de todas as idades, até mesmo as crianças. O problema acontece por vários motivos, como a desidratação, o hábito de respirar pela boca, fazer uma má higiene bucal ou até mesmo pelo ronco. Essas são as causas mais comuns que podem resultar no ressecamento do ambiente bucal. Por outo lado, existem casos em que ocorre a queda drástica da salivação e a xerostomia pode ser sinal de doenças nas glândulas salivares ou de diabetes mellitus, por exemplo. Existe também a possibilidade de ser a falta de nutrientes no organismo, como a vitaminas A e do complexo B. Além disso, o problema pode ser um efeito colateral de certos medicamentos, como antialérgicos, diuréticos e anti-hipertensivos, da radioterapia na região da cabeça e do pescoço, ou até mesmo por estresse.

5. BOCA SECA NA TERCEIRA IDADE: É MAIS COMUM DO QUE SE IMAGINA

Após os 60 anos, na terceira idade, as causas da xerostomia costumam ser outras. A principal causa da boca seca é a ingestão de medicamentos que diminuem a salivação como efeito colateral, ou seja, a hipossalivação. Nessa etapa da vida, a sensação de boca seca também pode ocorrer devido ao ronco, por causa da maior flacidez da musculatura – aqui, trata-se de xerostomia.

Além das causas mais comuns, existem doenças que podem estar relacionadas com o surgimento da baixa produção de saliva. Entre elas algumas doenças autoimunes como o Lúpus e a Esclerodermia.

6. TRATAMENTOS PARA A BOCA SECA

Embora seja um problema bem chatinho, a xerostomia tem solução. No casos onde o ressecamento da boca possui uma ligação direta com o uso de remédios, existem algumas maneiras de controlar. A principal e mais recomendada é suspender o uso do medicamento – isso seria o bastante para o retorno do fluxo salivar à normalidade, mas é importante fazer isso após a autorização do médico.

Agora, quando a xerostomia é sequela de radioterapias de lesões da cabeça e pescoço, ou de doenças congênitas, outras medidas devem ser adotadas, como o uso de salivas artificiais vendidas comercialmente e alguns cuidados como a ingestão frequente de água podem ajudar a manter a boca umedecida e lubrificada.

– Aumentar a quantidade de água ao longo do dia;

– Ficar de olho nas medicações que você tem tomado;

– Apostar na saliva artificial;

– Fazer uma boa higiene bucal após as refeições.

7. A SALIVA ARTIFICIAL PODE AJUDAR NO TRATAMENTO DA XEROSTOMIA

Os pacientes que apresentam um quadro sério de comprometimento da produção salivar, a hipossalivação severa ou a quantidade nula desse fluído na boca, chamada de assialia, possuem a opção das salivas artificiais e os substitutos salivares como possíveis tratamentos eficazes. Esses métodos têm a função de aliviar os sintomas, proteger e hidratar os tecidos bucais.

Esses substitutos salivares ajudam a repor os sais minerais e substâncias hidratantes, assim como a saliva humana. No casos das salivas artificiais, elas possuem essa mesma composição atrelada às enzimas semelhantes às reais. Você consegue encontrar o produto em formas como spray, que deve ser borrifado algumas vezes ao dia, conforme a prescrição médica. Essas substâncias agem auxiliando o sistema imunológico para defender os tecidos bucais.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem
51 anos ago Preciso Tirar?

Meu Dente Siso Nasceu e Não me Incomoda, Preciso Tirar?

A extração do siso se faz necessária em algumas situações: “Quando atrapalha o alinhamento dos dentes, em caso de mau posicionamento, podendo levar a compressão, quando ocorre a lesão do segundo molar, em situações que o paciente morde a bochecha regularmente e quando o siso está associado a cistos ou outras lesões”.

Caso ele esteja bem posicionado e não esteja causando nenhum tipo de alteração, o dente pode permanecer na boca sem problema algum. No entanto, é possível o cirurgião-dentista indicar a retirada dos sisos em pacientes muito jovens: “Isso acontece porque, nessa idade, a raiz não está totalmente formada e isso pode colaborar para uma extração mais simples. A retirada dos sisos não é tão complicada como se imagina e pode ser feita em consultório com anestesia local”.

A extração do siso se faz necessária em algumas situações: “Quando atrapalha o alinhamento dos dentes, em caso de mau posicionamento, podendo levar a compressão, quando ocorre a lesão do segundo molar, em situações que o paciente morde a bochecha regularmente e quando o siso está associado a cistos ou outras lesões”, detalhou a dentista.

Mas Rita afirma que, caso ele esteja bem posicionado e não esteja causando nenhum tipo de alteração, o dente pode permanecer na boca sem problema algum. No entanto, é possível o cirurgião-dentista indicar a retirada dos sisos em pacientes muito jovens: “Isso acontece porque, nessa idade, a raiz não está totalmente formada e isso pode colaborar para uma extração mais simples. A retirada dos sisos não é tão complicada como se imagina e pode ser feita em consultório com anestesia local”

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Bolha na Gengiva é um Sinal de Gengivite?

A bolha na gengiva não é causada pela gengivite. Na verdade, o abscesso periodontal é uma resposta aguda de um quadro mais avançado da periodontite. “A bolha na gengiva é um sintoma mais agravado do processo infeccioso de origem bacteriana que acontece na gengiva devido à falta de tratamento da periodontite. Além disso, pacientes não responsivos à terapia periodontal também podem apresentar o quadro”. Ainda assim, vale lembrar que a gengivite, quando não tratada corretamente, pode resultar na periodontite e, consequentemente, em outros sintomas, como a bolha na gengiva. Por isso, é importante que o paciente mantenha uma rotina de escovação e fique atento à qualquer mudança na cavidade bucal.

O QUE DEVO FAZER AO NOTAR UMA BOLHA NA GENGIVA?

Se você a bolha na gengiva já é uma realidade, saiba que o primeiro passo é buscar o atendimento odontológico. “Através de exame clínico e, quando necessário, exames de imagem, como radiografias periapicais e panorâmica, o profissional será capaz de identificar a origem do problema e iniciar o tratamento adequado”. Em casos de lesões endoperiodontais – quando há extensão de uma infecção pulpar ao periodonto ou vice-versa -, o diagnóstico pode ser mais complexo e, por isso, testes de vitalidade pulpar e sondagem periodontal podem ser solicitados para garantir o tratamento mais adequado ao paciente.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Quando Devo Procurar o Dentista Durante a Pandemia?

TRAUMA DENTÁRIO DEVE SER TRATADO O QUANTO ANTES

Por mais cuidado que a gente tenha, os acidentes podem acabar acontecendo no nosso dia a dia. Nesses casos, o resultado, muitas das vezes, pode ser um trauma dentário. Considerado um dos problemas bucais mais sérios, ele vai desde uma simples fratura em esmalte até à perda definitiva do elemento dentário. Em todas as situações, é necessário o acompanhamento a médio e longo prazo para evitar possíveis sequelas, como inflamação que gera o encurtamento da raiz dos dentes, necroses pulpares e anquilose. Por isso, é fundamental procurar um cirurgião-dentista com urgência quando se trata de traumas dentários.

CÁRIES OU RESTAURAÇÕES COM PROBLEMAS TAMBÉM EXIGEM UMA IDA AO CONSULTÓRIO

Sabe aquela dor aguda de forma espontânea durante a alimentação? Ela pode indicar uma cárie ou problemas na sua restauração. Nesses casos, a primeira coisa que deve ser feita é procurar imediatamente um dentista. Isso porque um dente com cárie ou sem restauração pode causar dor, sensibilidade e até mesmo acúmulo de resíduos no interior do dente. Além disso, no caso da queda da obturação, o quadro pode evoluir para a inflamação na polpa do dente, o que exige o tratamento de canal. Sendo assim, a recomendação é procurar um dentista o quanto antes para promover a limpeza do dente e, se for o caso, colocar uma nova restauração ou um curativo provisório até realizar o tratamento permanente.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

A Sensibilidade Dentária Piora Durante o Inverno?

sensibilidade nos dentes pode aumentar nos dias mais frios. Isso porque a diferença entre a temperatura ambiente e a do corpo tende a ser maior. “O ar frio em contato com o dente resfria a superfície dental até chegar na polpa, que funciona como o “coração” do elemento e é rico em terminações nervosas, causando a sensação de dor”. Justamente por isso, é comum que os pacientes que já sofrem com a sensibilidade dentária sintam uma piora no quadro, já que ao abrir a boca ocorre o choque térmico.

SENSIBILIDADE NOS DENTES TEM TRATAMENTO?

Se você sofre com o incômodo e as dores causadas pela sensibilidade dentária, não precisa se desesperar. O quadro possui tratamento e pode ser revertido com alguns cuidados. Para isso, o primeiro passo é descobrir a origem do problema. “A hipersensibilidade dentária é provocada pelo desgaste do esmalte dos dentes, deixando a dentista – camada abaixo do esmalte dental – exposta e desprotegida, o que resulta em dentes sensíveis.

Sendo assim, antes de iniciar qualquer tratamento, é preciso de um diagnóstico adequado. Se o problema for uma dentina exposta ou uma parte da raiz exposta, por exemplo, o tratamento pode ser simples com o uso de enxaguante e creme dental para sensibilidade. Entretanto, em casos mais complexos, a solução pode envolver restaurações ou pequenas cirurgias para proteger a dentina.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Mastigação Errada pode Causar Perda dos Dentes?

A mastigação é uma das principais funções da nossa cavidade oral e dos músculos e articulações da face. É ela que inicia todo o processo da digestão dos alimentos. Por outro lado, muitas vezes, esse gesto pode falhar de alguma maneira. O hábito de mastigar é considerado incorreto quando não há um equilíbrio na força, na bilateralidade. “Essa mastigação errada pode ser em decorrência de distúrbios de crescimento, bem como hábitos parafuncionais, respiração bucal, dentre outras”,revelou.

ESSE PROBLEMA PODE CAUSAR A PERDA DOS DENTES?

A mastigação errada, chamada de unilateral, pode causar muitos problemas. Entre os mais comuns: assimetrias e alterações no desenvolvimento da face, podendo levar a problemas na fonação, respiração e reabsorção óssea do lado oposto à mastigação, consequentemente a falta de estímulo e maior acúmulo de placa bacteriana, sendo necessário maior atenção na higiene oral.

Além disso, o mau hábito pode causar a perda de dentes: “Principalmente quando a mastigação está relacionada a sobrecarga em alguns dentes, assim como o contrário é verdadeiro, pois a perda de dentes e a não correção deste desequilíbrio pode causar mastigação errada”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

DTM Pode Causar Dor de Dente?

DTM não causa diretamente dor de dente: “O que ocorre em algumas situações é quando algum ponto da musculatura que está dolorido, acaba refletindo nos dentes, levando a uma falha no diagnóstico”. Por isso a dor do maxilar acaba afetando a dentição.

COMO TRATAR A DTM?

O tratamento normalmente é multidisciplinar. “Em alguns casos, somente um aconselhamento sobre os hábitos é necessário. Em outros, há a necessidade de uma abordagem com cirurgião dentista especialista, fisioterapeuta, cefaliatra (neurologista) e psicólogo”. Para saber qual é o seu caso em específico, é importante consultar um especialista em DTM e Dor orofacial ou um Cirurgião bucomaxilofacial.

SE A DTM FOR CONTROLADA E A DOR DE DENTE CONTINUAR, O QUE FAZER?

Neste caso, é importante fazer mais exames para avaliar a origem desta dor, se há pontos latentes na musculatura ou causas dentárias. O motivo desse incômodo pode ser desde uma sensibilidade até uma cárie oculta. Por esse motivo, não deixe de procurar um dentista para tratar o problema o quanto antes.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Açúcar em Excesso Pode Causar Gengivite?

O grande risco em exagerar no açúcar não é apenas a cárie. Segundo alguns estudos feitos na Universidade Aarhus, na Dinamarca, o excesso de açúcar também pode disparar processos inflamatórios, resultando na gengivite. Embora cause sangramento durante a escovação, a doença não dói e, por isso, pode passar despercebida. Mas engana-se quem pensa que a gengivite é um problema simples. O quadro pode progredir para uma doença mais grave, a periodontite, que pode contribuir para a perda dos dentes.

NÃO SÃO SÓ OS DOCES QUE FAVORECEM A DOENÇA

Quando se trata de alimentos ricos em açúcar, é comum que os biscoitos recheados, chocolate, balas e chicletes sejam os primeiros a vir em mente. No entanto, ao contrário do que se costuma pensar, os alimentos doces não são os únicos vilões que atuam contribuindo para o surgimento de gengivite. Carnes vermelhas, frituras e produtos ultra processados, como salgadinhos e pratos prontos, também podem ser prejudiciais à saúde bucal da mesma forma. Portanto, não é apenas ao consumo excessivo de doces que devemos ficar atentos!

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Bruxismo Infantil pode Antecipar a Queda dos Dentes de Leite?

 O bruxismo do sono pode ser categorizado em duas vertentes: “O primário, de causa idiopática (na maioria dos casos com caráter hereditário) e o tipo secundário, que pode estar ligado à outras condições como uso de alguns medicamentos (anticonvulsivantes, por exemplo), obstruções de vias aéreas superiores, refluxo gastroesofágico, além de algumas síndromes e doenças neurológicas”.

QUAIS SÃO AS CONSEQUÊNCIAS DO BRUXISMO PARA A CRIANÇA?

Além do desgaste dos elementos dentais, a condição pode aumentar o risco de dores nos músculos da mastigação e problemas na ATM.“O bruxismo e DTM (disfunções temporomandibulares) não são a mesma coisa, o bruxismo seria como um fator de risco a mais para desenvolver tais condições”.

O BRUXISMO PODE ANTECIPAR A QUEDA DOS DENTES DE LEITE?

O bruxismo não é capaz de causar a perda precoce dos dentes de leite. “Na verdade, o problema pode acarretar desgaste maior do que seria o desgaste fisiológico dos dentes de leite, mas não antecipar sua queda, uma vez que esta acontece pela reabsorção das raízes dos dentes”. Sendo assim, não precisa se preocupar com esse problema.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

4 Coisas que Você NÃO Deve Fazer Com a sua Escova de Dentes

1 – EMPRESTAR A ESCOVA DE DENTES PARA OUTRA PESSOA

Você costuma pegar a escova de dentes do namorado emprestada vez em quando? Se sim, esse hábito precisa parar agora! Compartilhar a ferramenta você pode colocar a sua saúde e da outra pessoa em risco. “A escova faz a higiene da boca, removendo o biofilme dental bacteriano, também conhecido como placa dental, que contém microrganismos e restos de alimentos que mesmo após o enxágue podem permanecer nas cerdas da escova”. A partir daí, começa uma festa de bactérias: “Ao emprestar sua escova para outra pessoa, acontecerá a infecção cruzada, ou seja, você estará passando suas bactérias adiante e recebendo outras de volta”. A recomendação é clara: use seu próprio utensílio e evite esses problemas.

2 -NÃO TROCAR A ESCOVA DE DENTES COM FREQUÊNCIA

Assim como qualquer outro item de higiene, a escova de dentes também indica o momento em que precisa ser trocada. Com o passar do tempo as cerdas da ferramenta perdem a formada e, consequentemente, a sua eficiência de escovação. Por isso, a regra é clara: a escova dental deve ser trocada a cada três meses. Caso contrário, ela pode deixar de prevenir o seu sorriso do acúmulo de placa bacteriana que pode causar tártaro, cárie e doenças na gengiva.

3 – ESQUECER DE LIMPAR A ESCOVA DE DENTES APÓS USÁ-LA

Pode até parecer estranho limpar algo que tem a função de higienizar. Mas, de acordo com o dentista, é exatamente isso que você deve fazer com a sua escova de dentes depois de usá-la. “Após a higiene oral, é importante lavá-la em água corrente e bater levemente o cabo da escova contra a pia para remover o excesso de água. Nesse caso, é importante não secar a escova com toalha ou papel”. Além disso, o especialista revelou que existem outras maneiras de evitar a proliferação de germes e bactérias na escova de dentes. “Analise sempre se há restos de alimentos na escova e, caso exista, remova-os. Colocar a escova imersa em solução de digluconato de clorexidina 0,12% por alguns minutos diariamente também pode ajudar”.

4 – DEIXAR A ESCOVA DE DENTES EXPOSTA NO BANHEIRO

Quando se trata de guardar a escova de dentes, é comum que a maioria das pessoas recorra a pia do banheiro ou boxe do banheiro. Acontece que, esses lugares são úmidos podem contribuir para o acúmulo de uma quantidade considerável de bactérias, vírus e microrganismos nocivos na sua escova. Sendo assim, o profissional alerta: o ideal é manter a escova em posição vertical e sem contato com outras escovas. Nesse caso, a ferramenta deve ser guardada em dentro de um armário arejado e nunca exposta ao ambiente de banheiro, como sobre a pia. Capinhas protetoras e estojos também devem ser evitados.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

O que Pode Acontecer se eu Não Trocar a Minha Escova de Dentes?

Ainda que algumas pessoas tenham o costume de prolongar o uso da escova de dentes, a troca deve ser feita, em média, a cada 3 meses. Depois desse período, é possível observar a deformação e desgastes das cerdas, comprometendo a eficácia na remoção da placa bacteriana sobre a superfície dos dentes e da gengiva. Para ajudar a identificar este momento, que pode variar para menos, existem alguns modelos de escovas que oferecem marcações nas cerdas que diminuem com o uso, facilitando a descobrir a hora certa de adquirir uma nova.

A TROCA PODE INFLUENCIAR DIRETAMENTE NA SUA SAÚDE BUCAL

Ter a saúde bucal em dia é fundamental. Para isso, o primeiro passo é garantir a qualidade da sua escova de dentes trocando-a regularmente. “O longo período de uso faz com que as cerdas das escovas fiquem mais desorganizadas e, consequentemente, passem a fazer uma escovação menos precisa, afetando a nossa higienização oral’. Além disso, o desgaste nesses tufinhos pode resultar em outros problemas na região bucal. “Com o passar do tempo, fica mais complicado limpar a escova de dentes, o que facilita o acúmulo de bactérias e outros antimicrobianos no acessório e na boca”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

5 Situações Que Acontecem Quando Você tem Sensibilidade nos Dentes

1. CONSUMIR ALIMENTOS ÁCIDOS E SE ARREPENDER DEPOIS DA PRIMEIRA MORDIDA

Sabe aquela sensação de choque nos dentes quando você toma um suco de limão ou laranja? Ela é bastante comum na rotina de pessoas que sofrem com a sensibilidade. Isso porque os alimentos ácidos tendem a acelerar o processo de desmineralização do esmalte do dente, deixando a camada protetora mais frágil e expondo as partes sensíveis dos elementos. O ácido do refrigerante também pode ser um problema, por isso, é comum que algumas pessoas prefiram tomar a bebida com a ajuda de um canudo.

2. EVITAR BEBER ÁGUA GELADA MESMO NOS DIAS MAIS QUENTES

Não importa o quão quente esteja o dia, ver o copo de água suado de tão gelado os dentes já causa aquela dorzinho nos dentes. Por isso, beber água gelada nunca é uma opção para tem sensibilidade nos dentes. Refrigerante cheio de gelo? Nem pensar!

3. COMER DOCES NEM SEMPRE É UMA BOA OPÇÃO

Se você pensa que o choque da sensibilidade é sentido apenas com alimentos ácidos ou gelados, está completamente enganado. Alimentos doces, como chocolate, também são uma tortura para quem tem sensibilidade. Saborear aquele docinho depois do almoço ou durante o fim de semana acaba sendo sinônimo de dor.

4. ESCOVAR OS DENTES COM ÁGUA FRIA: NEM PENSAR

Uma torneira com água quente pode até parecer algo desnecessário para algumas pessoas. Mas, para quem lida com a sensibilidade, o item pode ser uma salvação. Afinal, escovar os dentes com água morna é a melhor saída para evitar o incômodo.

5. ENXAGUANTE BUCAL PARA DENTES SENSÍVEIS VIRA O SEU MELHOR AMIGO

enxaguante bucal é um dos maiores aliados na hora de finalizar a sua higiene bucal. Por isso, esquecer essa ferramenta de limpeza pode ser um grande pesadelo. Afinal, o ideal é fazer todas as higienes orais ao longo do dia com um produto específico para dentes sensíveis. Esses produtos possuem Fluoreto de Estanho (SnF2) em sua composição e ajudam a bloquear os canais ligados aos nervos do dente, impedindo que os alimentos causem dor e sensibilidade.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem
51 anos ago Uncategorized

5 Doenças que Podem ser Contraídas por Conta da Má Higiene Bucal

1) DOENÇAS PERIODONTAIS

gengivite, periodontite e retração gengival são doenças que afetam a área da gengiva e podem ser causadas pela falta de escovação ou má higiene bucal. Nesses casos, as patologias ainda podem levar à perda do elemento dental, e também a doenças sistêmicas graves.

2) HALITOSE

Quando se trata de mau hálito persistente, o problema quase sempre pode estar ligado à qualidade da sua higiene bucal. Com a falta da escovação diária, ocorre o acúmulo de placa bacteriana nos dentes, na gengiva e na língua, resultando na halitose. Nesse caso: “A higiene oral tem a função de manter nossa microbiota oral em equilíbrio evitando doenças orais, como o mau hálito”.

3) CÁRIES

Assim como as doenças periodontais, a cárie também pode ser originada pela falta de escovação adequada dos dentes. Nesse caso, a má higiene bucal também pode contribuir para o desenvolvimento de canais nas estruturas dentais. De acordo com Rhianna, uma pequena mudança nos seus hábitos na hora de escovar os dentes podem fazer toda a diferença para evitar esse incômodo.

4) ENDOCARDITE BACTERIANA

Essa é uma das doenças mais sérias que a má higiene bucal pode causar. “A falta de higiene oral pode provocar infecções que atingem o coração, como a endocardite bacteriana”. Isso porque um simples sangramento na boca, por exemplo, pode permitir que as bactérias bucais entrem no sistema sanguíneo e atinjam os tecidos, causando danos ao revestimento do coração. Por isso, portadores ou pessoas com predisposição a problemas do coração devem ter atenção redobrada e tomar os devidos cuidados, consultando o cardiologista e o dentista regularmente.

5) DIABETES

Ainda que algumas pessoas acreditem que não há ligação, a diabetes pode complicar muito a saúde bucal. “A má higiene oral pode piorar condições sistêmicas, como diabetes”. Isso porque o sangue dos pacientes com a doença possui uma alta concentração de glicose, sendo mais propício de desenvolver bactérias que somado ao acúmulo de restos de comida, favorece a proliferação das cáries.

COMO FAZER UMA HIGIENE BUCAL CORRETA E EVITAR ESSES PROBLEMAS?

De maneira geral, não há muito mistério quanto aos cuidados básicos para garantir a limpeza de toda cavidade oral. “Realizando uma boa e adequada higiene bucal, incluindo escovação (dentes e língua), fio dental e bochecho é possível evitar todos esses problemas bucais”. Além disso, é preciso manter em dia suas consultas com o dentista para evitar qualquer desconforto.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Dente Quebrado: Dá pra Disfarçar? O que Fazer Quando isso Acontece? Como Consertar?

O dente quebrado é aquele que perdeu uma parte do seu elemento. Em alguns casos mais brandos, quando mordemos um alimento muito crocante, sai apenas uma lasquinha imperceptível. Porém, também existem circunstâncias mais sérias que fazem o dente quebrar bem na raiz ou grande parte da sua estrutura.

O QUE PODE QUEBRAR UM DENTE? CONHEÇA 6 MOTIVOS

1. Cárie dentária profunda;

2. Reabsorção dentária interna ou externa;

3. Mastigação de alimentos durinhos e crocantes;

4. Abrir uma garrafa de cerveja ou refrigerante com os dentes;

5. Morder objetos duros, como tampa de caneta;

6. Traumas em geral, como uma queda.

DÁ PARA DISFARÇAR UM DENTE QUE FOI QUEBRADO?

Quebrar o dente, muitas vezes faz você tomar decisões precipitadas. Algumas pessoas acham que dá para colar o pedaço solto de alguma maneira que pode agravar ainda mais a situação. A ordem é: não faça nada por conta própria! Só um dentista é capaz de resolver o seu problema, colando ou recuperando o elemento fissurado com uma substância própria para o dente.

E QUANDO O DENTE QUEBRA NA RAIZ, É MAIS GRAVE?

Os casos de fratura radicular, que chegam até a raiz do dente, geralmente estão relacionados à algum trauma dentário, como uma queda ou praticar algum esporte de contato sem a devida proteção. Não usar protetor bucal ao praticar certas atividades físicas também pode ser um risco para que um elemento do seu sorriso sofra a lesão. Tendo cuidado com essas situações você pode salvar seus dentes de muitos problemas. Previna-se.

COMO PREVENIR ESSE ACIDENTE?

Para prevenir que o seu dente quebre, é importante evitar aquilo que causou o acidente. Entre as medidas preventivas estão: não abusar dos alimentos duros e crocantes, não usar o dentes para abrir coisas, como uma garrafa de cerveja, e usar proteção quando praticar esportes de contato físico.

Além disso, para preservar uma boa saúde dos seus dentes, também é essencial consultar seu dentista periodicamente, a cada seis meses. Para identificar qualquer problema no seu sorriso mais profundamente,o profissional precisa recomendar exames de imagem, como as radiografias, além das consultas. Neste caso, fique atento aos sinais que sua boca dá e não espere o problema acontecer para buscar ajuda.

MEU DENTE QUEBROU: E AGORA? SAIBA O QUE FAZER DE IMEDIATO

Este momento requer muita atenção e trabalho em grupo para encontrar a outra parte do dente lesionado e levar com segurança até o consultório dentário. Você pode guardar em algum potinho com soro fisiológico, leite ou até mesmo com a sua própria saliva e levar para o dentista.

QUAL É O MELHOR TRATAMENTO PARA O DENTE QUEBRADO?

No consultório, o profissional vai avaliar a melhor forma de corrigir o problema. A técnica adotada vai depender muito da quantidade de estrutura perdida. Entre os tratamentos mais indicados pode ser uma restauração direta (feita pelo dentista no momento da consulta) e a indireta, que o dentista molda o paciente e encaminhamos o material para um laboratório de prótese dental para ser feito parte ou peça inteira do dente quebrado.

CUIDADOS COM O DENTE QUEBRADO QUE FOI RESTAURADO

– Não comer nada pelas primeiras horas após fazer o procedimento.

– Evitar bebidas ácidas que corroem o esmalte do dente, como refrigerante e café;

– Manter uma boa higiene bucal com escovação suave, creme e fio dental.

– Evitar o uso de à base de álcool, já que o álcool pode prejudicar a qualidade da resina

O QUE FAZER QUANDO O SEU DENTE QUEBRAR:

1) Mantenha a calma. Apesar de ser difícil, não adianta ficar nervoso neste momento.

2) Encontre o pedaço do dente que quebrou e, se possível, preserve-o em um copo com soro fisiológico, leite ou até mesmo a sua saliva.

3) Feito isso, lave a boca com água gelada para amenizar qualquer sangramento.

4) Faça uma compressa de gelo coberta por um pano para evitar inchaços até chegar ao dentista.

5) Enquanto isso, ligue para um odontologista de confiança e explique o que aconteceu.

6) Agora é só ficar atento e prevenir os pequenos de acidentes com simples gestos, como o uso do protetor bucal em atividade físicas.

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

É Seguro Aplicar Botox Durante a Gravidez?

Embora muitas grávidas possam querer continuar suas sessões de aplicação de toxina botulínica ao longo da gestação, isso não é recomendado. “Não existem estudos que comprovem sua segurança em mulheres gestantes”. Para evitar quaisquer complicações, tanto para a mãe quanto para a criança, o recomendado é esperar o período da gestação para realizar as aplicações.

QUAIS SÃO OS CUIDADOS QUE DEVEMOS SEGUIR APÓS A APLICAÇÃO DO BOTOX?

Se a sua gestação já terminou e você já pode seguir com suas sessões de aplicação de botox, existem alguns cuidados que devem ser seguidos. “São cuidados básicos, como de não realizar atividade física por 07 dias, não pegar sol (pois a aplicação pode gerar hematomas e a exposição ao sol gera manchas na pele) e não aplicar nada sobre o local da aplicação”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

5 Dicas de Como Cuidar do Seu Implante Dentário

1. ESCOVAR OS DENTES COM ESCOVA INTERDENTAL

Além da escova de dentes comum, para manter o seu implante bem limpinho, também é importante utilizar uma escova interdental. Esse cuidado vai ajudar a complementar a limpeza já feita na escovação anterior, removendo todo o acúmulo de sujeira que ficou no espacinho entre os dentes. Com isso, conseguimos evitar a formação de tártaro na região e manter o sorriso implantado saudável por mais tempo.

2. USAR O FIO DENTAL SUPER FLOSS PARA EVITAR O ACÚMULO DE PLACA BACTERIANA

Ele é uma espécie de fio dental mais indicado para quem tem aparelho ortodôntico, pontes, coroas e principalmente implante dentário. Com ele, você consegue remover toda placa bacteriana de um jeito muito mais fácil, sem precisar levar muito tempo. Sem falar que ele de adapta melhor nos cantinhos e não machuca a sua gengiva.

3. USAR O ENXAGUANTE BUCAL COM FLÚOR E SEM ÁLCOOL

Para concluir a etapa de higiene do implante, você só precisa fazer aquele bochecho caprichado com enxaguante bucal. É importante usar um produto com flúor, para prevenir o acúmulo de bactérias causadoras de cárie, e sem álcool para não provocar o ressecamento da mucosa e a diminuição da produção de saliva.

4. EVITAR ALIMENTOS DUROS E MUITO CROCANTES PARA NÃO QUEBRAR O IMPLANTE

Mastigar alimentos duros e muito crocantes é arriscado para todo mundo que tem e não tem prótese. Mas, se você não quer quebrar o dente e dar mais trabalho para o seu dentista, evite comer essas coisas. Se bater aquela vontade de comer rapadura ou quebra-queixo, por exemplo, evite morder. Corte um pedacinho pequeno e use os dentes molares para triturar, eles são mais preparados para suportar esse tipo de atrito.

5. IR AO DENTISTA REGULARMENTE PARA ACOMPANHAR O IMPLANTE

Da mesma maneira que você ia ao dentista antes de colocar o implante, deve continuar indo após o procedimento. Manter o contato com o profissional responsável pelo seu novo sorriso é fundamental para que o dente implantado permaneça sempre funcional e saudável. Além disso, essa consulta de rotina é importante para fazer alguns procedimentos básicos, como a profilaxia, e atualizar as regras de higiene bucal.

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

É Realmente Necessário Escovar os Dentes Antes de Dormir?

POR QUE É IMPORTANTE ESCOVAR OS DENTES ANTES DE DORMIR?

Deixar a escovação de lado é uma péssima ideia porque os restinhos de alimentos que ficam em nossa boca são um convite para que as placas bacterianas se instalem no seu sorriso. “O biofilme dental ou placa bacteriana ocorre a partir do que chamamos de película aderida. Por volta de 4h depois da formação dessa película começa a ocorrer a formação de microcolônias de bactérias”. Dessa forma, a cavidade oral torna-se um verdadeiro paraíso para que problemas bucais como a cárie e a gengivite aconteçam.

ESCOVOU OS DENTES E COMEU ALGO EM SEGUIDA? É BOM ESCOVAR OS DENTES NOVAMENTE ANTES DE SE DEITAR

Mesmo que você já tenha escova os dentes anteriormente, o ideal é escová-lo mais uma vez caso você consuma qualquer alimento antes de se deitar. “Existem alimentos que podemos considerar mais cariogênicos, mas isso não quer dizer que somente os alimentos mais cariogênicos podem causar a cárie”. “Se tiver acúmulo de alimentos e a formação das colônias de bactérias, pode ocorrer um desequilíbrio naquela boca e ter por consequência a cárie ou a gengivite”

ESQUECER DE ESCOVAR OS DENTES NÃO DEVE SE TORNAR UM HÁBITO FREQUENTE

Se isso acontecer uma vez ou outra, não tem tanto problema assim, mas o paciente não deve deixar isso se tornar um hábito, ou os problemas podem começar a aparecer. “O tempo que uma doença demora para acontecer é muito variável tanto de pessoa para pessoa como nas diferentes fases. A gengivite, por exemplo, acontece de forma mais rápida nos adultos. Isso ocorre porque o sistema imunológico está melhor desenvolvido do que o das crianças pequenas e responde mais rapidamente a presença do biofilme”. Já a cárie pode avançar mais rapidamente em um dente de leite devido a sua fina espessura.

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Clareamento Dental com Casca de Banana á Seguro? Funciona?

Segundo a ADA (American Dental Association) ainda não se pronunciou sobre a banana, mas reprova qualquer outro tipo de clareamento com o uso de frutas, como limão e morango. “O alto conteúdo de ácidos nessas frutas pode, no final das contas, desgastar demais o esmalte dental, sem contar que nunca vai clarear com a mesma eficácia que um clareamento feito pelo dentista”.
Isso porque os produtos utilizados pelo dentista para clarear penetram profundamente nos dentes, e podem até mesmo ferir as gengivas, sendo necessário proteger essa região. “Produtos caseiros que clareiam milagrosamente não podem ter essa alta concentração de clareadores porque poderiam queimar as gengivas”.

UTILIZAR CASCA DE BANANA NO CLAREAMENTO REALMENTE FUNCIONA?

Acredita-se que por causa de alguns nutrientes próprios da banana, como o potássio e o magnésio, sua casca pode ter o poder de remover manchas superficiais do esmalte dental, fazendo uma espécie de “clareamento” dos dentes. De acordo com o especialista, a ideia da técnica é a pessoa usar as cascas de banana esfregando a parte interna delas nos dentes por 5 minutos, durante 2 semanas, escovando-os normalmente logo após. Isso pode até trazer algum impacto na cor nos dentes de alguém que não tem o hábito de realizar a higiene bucal todos os dias, mas não é algo comprovadamente benéfico para o seu sorriso.

5 MOTIVOS PARA FAZER O CLAREAMENTO DENTAL COM UM ESPECIALISTA

1) Segurança de não estar estragando o esmalte dental;
2) Rapidez no tratamento;
3) Mais conforto usando moldeiras do que esfregando limão com bicarbonato;
4) Segurança na indicação correta feita por um profissional, que vai dizer antes quais áreas não vão clarear;
5) Segurança de não queimar as gengivas nem causar um dano permanente dentro da boca.

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

5 Motivos Para Investir em Uma Escova Dental Elétrica JÁ!

1) LIMPEZA DENTAL PROFUNDA SEM ESFORÇO

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a escova elétrica dental é capaz de promover uma limpeza dental tão eficaz quanto a tradicional. Por contar com movimentos consistentes e rotativos, o modelo impede que alguns espaços fiquem menos limpos do que outros, evitando o acúmulo da placa. Para quem utiliza aparelhos ortodônticos, por exemplo, a escova de dentes elétrica pode ser ainda mais vantajosa, já que o seu movimento constante promove uma limpeza profunda mesmo com a presença dos bráquetes.

2) PREVENIR O SURGIMENTO DE GENGIVITE

Uma das maiores vantagens desse modelo é quanto a limpeza dos dentes. Por isso, se você possui problemas relacionados a gengivite, a escova de dentes elétrica é a escolha certa. Com uma incrível capacidade de remoção de placa bacteriana, as diferentes inclinações da escova elétrica e movimentação das cerdas alcançam todos os cantinhos da cavidade bucal, reduzindo a doença em até 11% após três meses de uso.

3) ESCOVAÇÃO COM O TEMPO CERTO

Se você ainda tem dúvidas quanto ao tempo certo de escovação dos dentes, a escova dental elétrica pode resolver esse problema. Diferente da escova manual, o modelo elétrico conta com um recurso incrível: o temporizador. Com ele, o paciente consegue medir o tempo ideal de escovação em cada região. Nesse caso, o recomendado é que a escovação dure pelo menos 2 minutos, de forma que cada canto da boca seja escovada por, no mínimo, 30 segundos.

4) AUMENTO NA DURAÇÃO DA ESCOVA DENTAL

Assim como acontece com a tradicional, a escova elétrica também precisa ser trocada a cada três meses. Isso porque, com o tempo, as cercas ficam desgastadas e perdem a sua eficiência, fazendo com que essa troca seja necessária. A boa notícia é que, diferente da escova manual, o modelo elétrico não precisa ser substituído. Basta fazer a troca do refil, que é a parte da cabeça com as cercas, e pronto. Mais prático, né?

5) REMOÇÃO EFICAZ DA PLACA BACTERIANA

Praticidade é importante, mas não é tudo, e nada melhor do que saber que os seus dentes estão livres da placa bacteriana e em perfeito estado de saúde, certo? Para isso, a escova elétrica dental pode te ajudar. As movimentações das cerdas do modelo, além de minimizarem a gengivite, são capazes de reduzir com eficácia a formação das placas bacterianas em 21% em comparação com a escova tradicional.

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

O QUE Pode Causar a Perda de um Implante?

A peri-implantite normalmente pode estar relacionada a fatores como a má higienização bucal, o tabagismo ou até a algum histórico de periodontite do paciente. Atenção e cuidado são as palavras-chaves para identificar se o paciente está ou não com peri-implantite, já que em muitos casos ela se inicia sem sinais de dor. “O primeiro sinal costuma ser o que chamamos de mucosite, sendo uma inflamação dos tecidos da mucosa ao redor do implante, podendo sangrar e ter um pequeno edema na região”. Além disso, o tratamento é fundamental para evitar que a doença evolua para estrutura óssea e, consequentemente, comprometa a osseointegração.

ROTINA DE HIGIENE BUCAL E ACOMPANHAMENTO ODONTOLÓGICO

Para que a reabilitação com implantes seja um sucesso, o paciente precisa colaborar. Investir em uma excelente higiene bucal supervisionada por um cirurgião-dentista é fundamental para acompanhar o implante, e o ideal é que o profissional seja especialista em implantodontia, de preferência. “Em muitos casos a doença instala-se silenciosamente, mas o implantodontista é capaz de reconhecer e atuar prontamente”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

5 Formas de Deixar os Dentes Mais Brancos para Começar o Ano com um Sorriso Brilhante

1. CLAREAMENTO DENTAL

Um dos tratamentos mais comuns dos últimos tempos é o clareamento dental, e não é à toa: com ele, é possível conseguir o sorriso dos seus sonhos, branquinho e radiante! Com a ajuda de agentes clareadores, é possível recuperar a cor original dos dentes e se livrar das manchinhas indesejadas e amareladas. O procedimento pode ser realizado de três formas distintas: no consultório com o dentista, em casa com o auxílio de moldeiras ou uma combinação entre as duas técnicas, sempre com o auxílio de um profissional. Com os cuidados certos, o clareamento pode durar até 2 anos, sendo um ótimo investimento a longo prazo para a autoestima.

2. LENTES DE CONTATO

Essa é uma das técnicas mais queridinhas pelos famosos, e que tem se tornado bastante popular nos últimos anos. As lentes de contato dentais não apenas proporcionam dentes mais brancos, como também são capazes de corrigir pequenas falhas de posicionamento ou de estrutura, como é o caso de dentes desalinhados ou quebrados. Outra grande vantagem dessa técnica é que, como as lentes são coladas diretamente na superfície do dente, o desgaste é mínimo, preservando a sua estrutura natural. Além disso, é um procedimento que é bastante resistente à manchas e pode durar de 10 a 15 anos.

3. FACETAS

Assim como as lentes de contato, as facetas de porcelana também são um método bastante eficaz para deixar seu sorriso ainda mais bonito. Elas funcionam como uma espécie de “capa” para o dente e, apesar de ser bastante confundida com as lentes, a diferença entre elas é que as facetas necessitam de um desgaste maior do dente. Isso porque, além de clarear as manchas, elas também fazem pequenas correções dentárias, podendo alterar a forma e tamanho de cada dente.

4. PROFILAXIA

Outra alternativa possível é marcar uma consulta com o seu dentista para fazer uma boa limpeza dos seus dentes. Apesar do nome difícil, a técnica é bastante simples e consiste no uso de instrumentos odontológicos que ajudam a remover manchas extrínsecas na superfície do dente e outros inimigos bucais, como o tártaro e o acúmulo de placa. Além do mais, o procedimento traz diversos benefícios para a saúde bucal, já que previne uma série de doenças, como a periodontite. Uma boa forma de começar o ano com o pé direito e com a serenidade no olhar de quem está bem longe de problemas bucais.

5. PRODUTOS DE HIGIENE BUCAL

Se você não tem grandes problemas com o seu sorriso e prefere cuidar dele de forma mais simples, você também tem a opção de investir em produtos de alta qualidade para te acompanhar na hora da higiene bucal. Será que já não está na hora de aposentar sua escova de dentes e substituí-la por uma novinha? As escovas elétricas têm feito sucesso, e são bastante eficientes na limpeza dos dentes. Além disso, existe uma grande variedade de cremes dentais à sua disposição, como os branqueadores (com “ação whitening”) que promovem a remoção de até 90% das manchas nos dentes, ou os que contém carvão ativado na sua composição, que garantem uma limpeza purificada e que deixa seu sorriso ainda mais branquinho e brilhante!

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Qual a Diferença Entre os Diferentes Tipos de Enxaguantes Bucais?

De uma maneira geral, os enxaguantes bucais são divididos em dois grupos: os cosméticos e os terapêuticos. Os primeiros são aqueles que reduzem ou acabam temporariamente com o mau hálito, deixando na boca um sabor agradável e a sensação de frescor. “Já os terapêuticos contêm agentes específicos para combater problemas como a cárie, a placa bacteriana e a gengivite”. Eles podem ser divididos em:

• Com álcool: É uma opção que deve ser evitada, com uso restrito à prescrição e supervisão profissional. Isso porque a utilização contínua pode provocar o ressecamento da mucosa bucal, descamação dos tecidos moles da boca e inibição das glândulas salivares, o que resulta na diminuição da produção de saliva.

• Sem álcool: É o mais adequado para o uso no dia a dia.

• Com flúor: Recomendados para pessoas com alto risco de cárie, pois combatem as monstrinhas e atuam na remineralização do esmalte do dente. Podem ser utilizados diária ou semanalmente, dependendo da concentração de flúor. Devem ser evitados por crianças que não conseguem cuspir o produto, já que o excesso de flúor pode provocar a fluorose.

• Com clorexidina: É o tipo mais usado para evitar a formação do biofilme dental e o desenvolvimento da gengivite. Enxaguantes com clorexidina também são indicados no período pós-cirúrgico e para a desinfecção das escovas dentais. Entretanto, o uso contínuo pode provocar o manchamento do esmalte dentário, pigmentação de restaurações estéticas e alteração no paladar.

• Com produtos naturais: Os enxaguantes à base de plantas são uma tendência na procura de alternativas naturais para o controle das bactérias que se alojam nos dentes. Porém, esses produtos também demandam a opinião e prescrição do dentista.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

5 Dicas Para Manter o Bom Hálito Mesmo Passando o Dia Fora de Casa

1) CARREGUE SEMPRE UM KIT DE HIGIENE BUCAL NA BOLSA

Se você é do tipo que passa o dia literalmente andando de um lado para o outro na rua, isso com certeza pode te ajudar a não se descuidar totalmente da saúde dos seus dentes. Dar um pulinho no banheiro do shopping ou do restaurante em que você almoçou não precisa ser algo demorado, mas a escovação é uma atitude importante para eliminar todos os restinhos de comida que podem ter ficado na sua boca. Agora se você tem o hábito de almoçar na própria empresa, melhor ainda! Certamente tem um banheirinho que você pode usar depois do almoço para dar uma atenção especial ao seu sorriso, não é mesmo? Pode ser que nem sempre você ande com uma bolsa ou mochila com espaço para um kit completo de higiene, mas pelo menos uma escova de dentes e um creme dental são essenciais para limpar os seus dentes e deixar sua boca com um hálito mais agradável.

2) EVITE ALGUNS TIPOS DE ALIMENTOS

Você já deve estar careca de saber que alimentos considerados odoríferos, como o alho e cebola, são uns dos principais motivos para a alteração do hálito, né? O cheirinho acaba se tornando inevitável, por mais gostosos que eles sejam, e a única maneira de contornar isso é fazer uma escovação logo em seguida. Mas você sabia que existem também outros tipos de alimentos que podem influenciar nesse quadro também? Pois aperitivos ricos em proteína e gordura animal, como o salame e a mortadela, ou até mesmo os queijos amarelos consumidos em excesso, também podem ser responsáveis pelo mau cheiro. Portanto, se a ideia é ficar longe do mau hálito, uma boa ideia é ficar longe de uma alimentação que contenha esses produtos.

3) BEBA BASTANTE ÁGUA

Um líquido e muitos benefícios! A água, além de ser ótima para dar aquela hidratada no seu organismo e ajudar no processo de digestão, também é um excelente componente para afastar a halitose. Beber bastante água ajuda a evitar o ressecamento da boca, já que a sensação de boca seca pode ser uma das causas para que o cheirinho ruim se manifeste quando você menos esperar. Então nada melhor do que andar sempre com uma garrafinha do lado para matar sua sede e fugir do mau hálito!

4) ALIMENTE-SE DE 3 EM 3 HORAS

A recomendação para comer de 3 em 3 horas não serve apenas para evitar uma alimentação desequilibrada, viu? É claro que isso conta bastante na hora de saciar a fome de forma correta e sem exageros, mas a verdade é que o jejum prolongado também pode acabar provocando um odor indesejado bem no meio do seu dia. Ninguém quer isso, né? A dica é levar sempre uma barrinha de cereal ou um fruta na bolsa para cumprir isso.

5) UM CHICLETINHO SEM AÇÚCAR ÀS VEZES PODE AJUDAR

Apesar de não ser uma alternativa que substitua uma boa higiene bucal, um chicletinho pode cair bem quando você sente que o mau hálito está querendo aparecer e você precisa dar um jeitinho nisso. “Mas chiclete não faz mal para a saúde bucal?” Calma! Apesar de o chiclete comum conter uma grande quantidade de açúcar que pode desencadear a formação de cáries, existe uma outra opção que pode substituí-lo: o chiclete sem açúcar. Além de estimular a produção de saliva, esse tipo de goma de mascar ainda deixa você com um hálito super refrescante!

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Sorriso Gengival Pode Trazer Problemas Para a Saúde Bucal?

O problema de desarmonia estética é bastante óbvio, e normalmente é o que mais aflige o paciente, mas não é a única consequência que o sorriso gengival pode causar. Alguns problemas de saúde podem ser agravados por esse quadro, já que o ressecamento da gengiva torna o local mais propenso a outras desordens, como a inflamação da gengiva, conhecida como gengivite. Com a formação da gengivite, é preciso estar muito atento a doença e tomando todos os cuidados para que ela não evolua para uma periodontite.

TRATAMENTO PODE SER CIRÚRGICO OU NÃO

São diversas as formas de tratamento para corrigir esse problema, desde procedimentos simples e menos invasivos até cirurgias que demandam maiores cuidados no pós-operatório.
• Toxina Botulínica (Botox): diminui a atividade do músculo e reposiciona o lábio. O tratamento não é definitivo e o paciente deve reaplicar a toxina periodicamente com um especialista
• Gengivoplastia: corrige apenas questões estéticas, como o contorno e o tamanho dos dentes, removendo uma faixa de gengiva. Casos como ERA são indicados para este tratamento.
• Gengivectomia: indicada para casos de hipertrofia gengival e pode envolver a remoção de uma faixa de gengiva ou ser associada a remoção óssea também
• Cirurgia ortognática: visa reposicionar os maxilares em relação a base do crânio, visando proporcionar uma estética do sorriso melhor e um correto encaixe da mordida
• Cirurgia de reposicionamento labial: remove uma faixa de mucosa acima da gengiva, encurtando o revestimento interno dos lábios. Dessa forma, o lábio se aproxima da gengiva e dos dentes.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

5 Consequências de Não Corrigir o Desalinhamento dos Dentes

1) ATM: O encaixe de forma incorreta entre os dentes, que leva à mordida cruzada, com o tempo pode levar a uma série disfunção na articulação temporo-mandibular (ATM). “Quando a ATM não está na sua posição correta, ela pode ser responsável por dores de cabeça, enxaquecas, estalos, dores e cansaço no rosto após as refeições ou depois de falar muito. Além disso, a disfunção causa dores nos olhos e nos ouvidos”.

2) Respiração bucal: Outro problema decorrente dos dentes desalinhados é a respiração bucal, que pode trazer uma série de complicações e doenças respiratórias para o paciente. “O nariz funciona como uma espécie de filtro que impede a passagem de micro-organismos, e a respiração bucal facilita a entrada de vírus e bactérias no organismo e, assim, a contração de doenças mais facilmente”. A respiração bucal, especialmente durante a noite, faz com que a boca fique seca e sem lubrificação necessária da saliva, podendo facilitar o acúmulo de placa bacteriana e cáries, além do mau hálito. “É importante observar a respiração desde cedo, quando criança, para garantir mais qualidade de vida no futuro adolescente e adulto. Note se a sua respiração ou de seu filho está sendo feita de modo incorreto.”

3) Postura: “Assim como quando você carrega uma sacola pesada na mão esquerda, todo o seu corpo passa a compensar aquele peso do lado direito, os dentes tortos fazem com que o posicionamento da cabeça mude e isso acaba interferindo também na postura”. Isso acontece porque todas as musculaturas estão interligadas e, se o problema bucal não for tratado, as chances de dores afetarem outras partes do corpo são grandes.

4) Mastigação: É inevitável que, com a mordida cruzada, a mastigação do paciente também seja afetada – afinal, a comida não está sendo processada da maneira certa. Logo, além de poder gerar complicações para outros órgãos do aparelho digestivo, o desalinhamento dos dentes faz com que a força sobre a mastigação tenha um impacto maior sobre as raízes de alguns dentes, podendo causar gengivas sensíveis e inchadas.

5) Higiene bucal: Dentes desalinhados costumam invadir o espaço de outros dentes, estreitando o espaço entre eles. Por isso, torna-se mais difícil a higienização desse local, já que tanto a escova quanto o fio dental não conseguem operar da maneira correta. “A consequência da higienização precária é o acúmulo de placa bacteriana que por sua vez leva às cáries, gengivite e periodontite.”

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Como a Cor da Sua Língua Pode Indicar se Você Está Saudável ou Não?

Línguas com um aspecto mais esbranquiçado não indicam necessariamente um sinal de doença – isso é causado por bactérias e restos de alimentos que acabam se depositando e acumulando na região, formando a chamada saburra lingual. Isso pode acontecer principalmente devido a hábitos alimentares e de higiene pessoal do indivíduo. Além do mais, a saburra lingual normalmente está associada a casos de mau hálito e é bom ficar bastante atento a isso para evitar passar por situações constrangedoras por causa do mau cheiro.

QUE PROBLEMAS PODEM AFETAR A LÍNGUA?

Além do mau hálito mencionado anteriormente, vários outros problemas podem acometer esse órgão. “Desde problemas locais relacionados à higiene e doenças fúngicas até alterações por doenças sistêmicas, como uso de medicamentos controlados, doenças autoimunes e pacientes submetidos a radio e quimioterapia”. Por isso manter uma higiene bucal adequada é muito importante nesse processo, mas, além disso, o acompanhamento profissional também se faz essencial na hora de identificar se há algo de errado com o paciente.

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

O Tratamento Ortodôntico Ajuda a Melhorar a Mastigação?

“A principal função dos dentes é a mastigação, cortar e triturar os alimentos, mas para que isso ocorra de maneira eficaz, é preciso que a dentição esteja perfeitamente encaixada como uma engrenagem”. Logo, pacientes que tem problema de má oclusão, mordida aberta, cruzada ou apinhamento, fica com a função mastigatória comprometida. Por isso recomenda-se o uso de aparelhos, já que este visa principalmente a correção das posições dentárias e o encaixe ideal entre os dentes, podendo melhorar a mastigação consequentemente.

OUTROS BENEFÍCIOS DE USAR APARELHO

Não são só as funções de mastigação e fala que melhoram com o aparelho, hein? De acordo com o especialista, o tratamento ortodôntico promove o alinhamento e nivelamento dentário, melhorando também a parte estética e conferindo um aspecto mais harmônico ao rosto do paciente. “Com isso há uma elevação da autoestima, melhorando assim, até as relações interpessoais.” Além disso, também não se pode deixar de mencionar que a higiene oral torna-se muito mais fácil, o que minimiza os riscos de cárie e doença periodontal.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Preciso Fazer Clareamento Dental Antes de Colocar Facetas?

Essa questão vai depender muito da análise de cada caso. Pacientes que possuem manchas mais resistentes ao clareamento, com defeitos de formação do dente ou até mesmo que sejam mais exigentes quanto a questão estética e queiram mudar formato, textura e alinhamento dos dentes, além da coloração, são bons candidatos para as facetas dentárias. Quando isso acontece, o especialista indica o que deve ser feito: “Para casos assim, devemos oferecer um planejamento que envolva além do clareamento, restaurações estéticas em resina ou facetas de cerâmica, visando corrigir maiores defeitos de desarmonia do sorriso, sempre buscando a maior conservação de estrutura dental sadia.”

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Quem tem Periodontite Pode Fazer Clareamento Denta?

Boa notícia para quem pensa em fazer o procedimento, mas sofre com a periodontite: segundo o profissional, é plenamente possível realizar o clareamento dental desde que a doença esteja controlada e o paciente esteja fazendo acompanhamento regular com o periodontista. “Durante o procedimento, o dentista deverá ter o máximo de cuidado e preservar o máximo da gengiva, e entre os maiores cuidados que o paciente deve ter após o tratamento, a prioridade está nas medidas básicas de higiene bucal”.

Não esqueça de praticar uma boa escovação diariamente após as principais refeições, usar o fio dental e utilizar enxaguante bucal em hipótese nenhuma. Para que o procedimento estético alcance o resultado esperado, é preciso cuidar muito bem da saúda da sua boca e, nesse caso, principalmente da gengiva também.

TRATAMENTOS E CONTRAINDICAÇÕES

tratamento para a periodontite pode incluir diversas técnicas como a raspagem e alisamento articular ou a antibioticoterapia. Além disso, instruções de higiene oral feitas por um profissional e visitas periódicas ao cirurgião-dentista são atitudes necessárias para obtenção do melhor resultado. Já quanto a execução de outros procedimentos estéticos. “Pacientes com quadro de periodontite ativa devem evitar qualquer procedimento de ordem estética até que o quadro agudo da doença esteja dissolvido e o paciente esteja controlado”.

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br