Menu
X

Tags Archives: Gengiva

imagem

O Que é Bom Para Desinflamar a Gengiva?

O tratamento para a gengivite vai depender da natureza e da severidade da doença bucal. Esses detalhes podem ser identificados com uma simples conversa com o seu cirurgião-dentista: “Na consulta odontológica é possível investigar a história clínica do paciente (através de uma anamnese detalhada), fazer um exame clínico minucioso para identificar fatores locais retentivos de placas, alterações teciduais que apontem a presença de outras infecções, podendo ser necessário solicitar a realização de exame histopatológico para chegar a um diagnóstico diferencial”. O tratamento profissional abrange várias estratégias:

1. Eliminar fatores retentivos de placa bacteriana;

2. Controle mecânico da placa bacteriana (através da higiene bucal);

3. Controle químico (com a profilaxia);

4. Prescrição de medicamentos apropriados ao tipo de gengivite (quando necessário);

5. Correção cirúrgica (nos casos de hiperplasia gengival);

6. Tratamento das manifestações orais de doenças sistêmicas associadas;

7. Orientações de como melhorar a higiene bucal.

Todos esses cuidados ajudam a recuperar a saúde da gengiva e promover qualidade de vida e conforto do paciente. Mas sempre é fundamental ter a consciência da necessidade de manter os cuidados diários de higiene, adotar uma alimentação saudável, consumir bastante água, parar de fumar, ter hábitos saudáveis como estilo de vida que proporciona saúde e bem-estar, além de comparecer no dentista regularmente (a cada seis meses) para o acompanhamento e tratamento profissional.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Bolha na Gengiva é um Sinal de Gengivite?

A bolha na gengiva não é causada pela gengivite. Na verdade, o abscesso periodontal é uma resposta aguda de um quadro mais avançado da periodontite. “A bolha na gengiva é um sintoma mais agravado do processo infeccioso de origem bacteriana que acontece na gengiva devido à falta de tratamento da periodontite. Além disso, pacientes não responsivos à terapia periodontal também podem apresentar o quadro”. Ainda assim, vale lembrar que a gengivite, quando não tratada corretamente, pode resultar na periodontite e, consequentemente, em outros sintomas, como a bolha na gengiva. Por isso, é importante que o paciente mantenha uma rotina de escovação e fique atento à qualquer mudança na cavidade bucal.

O QUE DEVO FAZER AO NOTAR UMA BOLHA NA GENGIVA?

Se você a bolha na gengiva já é uma realidade, saiba que o primeiro passo é buscar o atendimento odontológico. “Através de exame clínico e, quando necessário, exames de imagem, como radiografias periapicais e panorâmica, o profissional será capaz de identificar a origem do problema e iniciar o tratamento adequado”. Em casos de lesões endoperiodontais – quando há extensão de uma infecção pulpar ao periodonto ou vice-versa -, o diagnóstico pode ser mais complexo e, por isso, testes de vitalidade pulpar e sondagem periodontal podem ser solicitados para garantir o tratamento mais adequado ao paciente.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Açúcar em Excesso Pode Causar Gengivite?

O grande risco em exagerar no açúcar não é apenas a cárie. Segundo alguns estudos feitos na Universidade Aarhus, na Dinamarca, o excesso de açúcar também pode disparar processos inflamatórios, resultando na gengivite. Embora cause sangramento durante a escovação, a doença não dói e, por isso, pode passar despercebida. Mas engana-se quem pensa que a gengivite é um problema simples. O quadro pode progredir para uma doença mais grave, a periodontite, que pode contribuir para a perda dos dentes.

NÃO SÃO SÓ OS DOCES QUE FAVORECEM A DOENÇA

Quando se trata de alimentos ricos em açúcar, é comum que os biscoitos recheados, chocolate, balas e chicletes sejam os primeiros a vir em mente. No entanto, ao contrário do que se costuma pensar, os alimentos doces não são os únicos vilões que atuam contribuindo para o surgimento de gengivite. Carnes vermelhas, frituras e produtos ultra processados, como salgadinhos e pratos prontos, também podem ser prejudiciais à saúde bucal da mesma forma. Portanto, não é apenas ao consumo excessivo de doces que devemos ficar atentos!

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Aparelho Ortodôntico Pode Deixar o Paciente com Sorriso Gengival?

um sorriso gengival nem sempre está ligado ao uso de aparelho ortodôntico. “Na verdade, o paciente que já possui o sorriso gengival, pode ter o problema acentuado no decorrer do tratamento”. Além disso, a escolha do tipo de tratamento e o biotipo do paciente podem influenciar no quadro. “Um grupo de dentes anteriores da região superior com planejamento ortodôntico para movimentos no sentido posterior, por exemplo, podem resultar em um sorriso gengival, caso não haja a compensação com os devidos fios ortodônticos”.

Por isso, se você fazendo algum tratamento ortodôntico, atenção: é preciso ter um acompanhamento regular com o seu dentista para observar a condução do caso e, assim, prevenir o aumento de volume das gengivas no seu sorriso.+

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Quem tem Periodontite Pode Fazer Clareamento Denta?

Boa notícia para quem pensa em fazer o procedimento, mas sofre com a periodontite: segundo o profissional, é plenamente possível realizar o clareamento dental desde que a doença esteja controlada e o paciente esteja fazendo acompanhamento regular com o periodontista. “Durante o procedimento, o dentista deverá ter o máximo de cuidado e preservar o máximo da gengiva, e entre os maiores cuidados que o paciente deve ter após o tratamento, a prioridade está nas medidas básicas de higiene bucal”.

Não esqueça de praticar uma boa escovação diariamente após as principais refeições, usar o fio dental e utilizar enxaguante bucal em hipótese nenhuma. Para que o procedimento estético alcance o resultado esperado, é preciso cuidar muito bem da saúda da sua boca e, nesse caso, principalmente da gengiva também.

TRATAMENTOS E CONTRAINDICAÇÕES

tratamento para a periodontite pode incluir diversas técnicas como a raspagem e alisamento articular ou a antibioticoterapia. Além disso, instruções de higiene oral feitas por um profissional e visitas periódicas ao cirurgião-dentista são atitudes necessárias para obtenção do melhor resultado. Já quanto a execução de outros procedimentos estéticos. “Pacientes com quadro de periodontite ativa devem evitar qualquer procedimento de ordem estética até que o quadro agudo da doença esteja dissolvido e o paciente esteja controlado”.

 

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem
52 anos ago dicas

Quais as Principais Causas do Sorriso Gengival?

As principais causas do sorriso gengival são genéticas. “Podem estar relacionados a fatores musculares como a hiperatividade do músculo levantador do lábio superior e depressor do lábio inferior, fatores esqueléticos e gengivais como crescimento dos ossos maxilares e erupção passiva alterada (ERA)”. Além disso, processos inflamatórios, ao uso de medicamentos antiepiléticos, imunossupressores e bloqueadores de canais de cálcio.

Para quem está fazendo algum tratamento ortodôntico, atenção: casos de hipertrofia gengival – isto é, aumento de volume das gengivas – associados ao uso do aparelho podem, em alguns casos, estar relacionado ao sorriso gengival.

O SORRISO GENGIVAL PODE TRAZER PROBLEMAS PARA A SAÚDE BUCAL?
O incômodo com o sorriso gengival é, muitas vezes, uma questão estética. Isso não significa, no entanto, que não haja problemas de saúde bucal relacionados a ele. “O ressecamento da gengiva, por exemplo, pode se agravar, deixando-as mais propensas a outras desordens como a gengivite”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Para Quem é Indicada a Terapia Periodontal?

“A terapia começa com a anamnese do paciente, exame clínico, planejamento e execução do tratamento, reavaliação e manutenção”. Além disso, vale frisar que o tratamento da doença periodontal não recupera o que foi perdido. Ou seja, a periodontite não tem cura. No entanto, essa terapia conseguirá minimizar o avanço desse quadro. E, embora não seja curável, sendo assim, uma doença crônica, ela é super controlável.

O QUE É TERAPIA PERIODONTAL E PARA QUEM ELA É INDICADA?

A terapia periodontal consiste em todo um conjunto de medidas de diagnósticos, aconselhamento e tratamento dos problemas que acometem o dente e o periodonto. Essa terapia inicia-se após estabelecido o controle da doença periodontal e tem como objetivo prevenir que a doença volte a acontecer de forma recorrente. Por se tratar de uma doença de etiologia bacteriana, as consultas de manutenção são imprescindíveis. Nelas, são avaliados os hábitos de higiene oral e, sendo necessário, serão reforçadas as instruções e ajustadas as técnicas de higiene oral.

Assim, o tratamento é indicado apenas para quem possui gengivite ou doença periodontal. “O efeito esperado desse tratamento é, principalmente, a eliminação da doença instalada, devolvendo a saúde periodontal do paciente”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Por que devo Fazer o Autoexame Bucal Regularmente?

“A realização desse autoexame é simples e consiste numa inspeção visual em frente ao espelho, identificando alterações clínicas nos tecidos moles, como bochecha, língua, gengiva, lábios, assoalho bucal (embaixo da língua) e céu da boca e também nos dentes”.

Se você ainda não tem o hábito, procure inserir esse pequeno costume no seu dia a dia. Já que o autoexame deve ser feito uma vez por mês, temos duas dicas para você: marque na sua agenda um dia específico para fazer isso e lembre-se da sigla BLLAP (bochecha, lábio, língua, assoalho e palato), essas letrinhas vão te lembrar todas as estruturas orais que você deve analisar e observar com calma.

QUAIS PACIENTES PRECISAM FAZER O AUTOEXAME BUCAL?

Todos! Até mesmo aquele que segue todas as recomendações de higiene bucal dadas pelo profissional. Mas alguns pacientes devem realizar um autoexame bucal ainda mais crítico do que o comum. “Deve-se ter mais atenção o grupo com mais de 40 anos, especialmente os fumantes, os que consomem bebida alcoólica com frequência e os que trabalham expostos ao sol”. Especificamente, pacientes que fumam devem ter esse cuidado regular por conta do câncer de boca. “O cigarro tem uma série de substâncias tóxicas que favorecem o surgimento de câncer, portanto, fumantes de longa data devem ter atenção mais que redobrada”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

Fonte: sorrisologia

imagem

É Possível Fazer Gengivoplastia Durante o Tratamento Ortodôntico?

Antes de determinar isso, é preciso entender o porquê da necessidade dessa cirurgia. Muitas vezes os pacientes em tratamento ortodônticos deixam os cuidados higiênicos de lado, deixando que aconteça um crescimento gengival. Se esse for o caso, a cirurgia pode sim ser feita. “A indicação é feita apenas se o crescimento gengival estiver atrapalhando a higiene bucal e ainda existir um tempo longo desse tratamento ortodôntico”. Mas, depois de realizar a gengivoplastia, é importante que o paciente entenda todos os cuidados bucais e crie uma rotina de limpeza. Caso contrário, as gengivas podem voltar a crescer.

Se o paciente estiver interessado no procedimento por motivos estéticos, o mais indicado é esperar o fim do tratamento ortodôntico. “A indicação ideal para a gengivoplastia seria após a remoção do aparelho, pois só assim o especialista conseguirá visualizar o formato do sorriso e planejar o contorno mais estético para dar a gengiva”. Se esse é seu caso, esperar vai ser a melhor opção! Assim que você tirar o aparelho, vai poder passar por esse processo sem nenhum problema.

PACIENTES QUE USAM APARELHO FIXO PODE TER ALGUMAS LIMITAÇÕES

Não é a primeira vez que pacientes com aparelhos ortodônticos ficam de fora em algum procedimento, certo? Acontece que, durante o tratamento, todo o cuidado é pouco! Esses pacientes devem ficar bem atentos até mesmo com o que estão comendo. Alguns alimentos duros e crocantes podem quebrar o acessório e danificar a mucosa da boca. O clareamento dental, por exemplo, é outra limitação de quem se encontra nessa situação. “Para esse tipo de tratamento, o ideal é que o paciente esteja sem o aparelho ortodôntico pois é necessário que toda área dentária esteja livre”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

Fonte: sorrisologia

imagem

Quando uma Gengivite pode Avançar Para uma Periodontite?

A gengivite pode avançar para uma periodontite sempre que o paciente não tiver os cuidados necessários com a primeira doença. Para acabar com o problema inicial, é necessário apenas melhorar a forma de higienização bucal e fazer visitas regulares ao dentista. Caso isso não se concretize, com o tempo, o caso pode avançar e aos poucos piorar.

PERIODONTITE PODE CAUSAR PERDA DENTÁRIA

A periodontite apresenta ainda mais riscos ao paciente, já que ela pode destruir até as raízes do dente. Ela é caracterizada por um sangramento mais recorrente e pela retração gengival, ou seja, quando a gengiva vai diminuindo, deixando o dente mais exposto. Além disso, a perda óssea do dente pode resultar em uma série de problemas. Com o desgaste do osso, as chances de perder o dente são ainda maiores. Se isso acontece, a mastigação do paciente como um todo é também prejudicada, causando problemas no estômago que, por sua vez, resultam em quadros de halitose.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

Fonte: sorrisologia

imagem

Aftas Recorrentes: Como e Por Que Surgem?

Consideradas um dos maiores mistérios da odontologia, as aftas recorrentes são pequenas feridas que surgem nas mucosas da boca. Elas demoram cerca de 15 dias para cicatrizar totalmente e podem aparecer nas gengivas, lábios, bochechas e também na língua. A curiosidade está no fato de que podem surgir sem que nenhum fator a provoque. “Muitos são os fatores desencadeantes como alimentos ácidos, estresse e trauma, mas não existe uma causa definida”.

A GENÉTICA PODE TER LIGAÇÃO COM ALGUMAS ÚLCERAS BUCAIS

Na verdade, existem algumas doenças genéticas que podem causar úlceras bucais. É o caso da diabetes tipo 2. Além de experimentarem também gengivites e halitoses, os pacientes portadores da doença costumam apresentar úlceras na boca. O mesmo acontece para aqueles que têm anemia falciforme. A doença pode se manifestar pela língua, tornando-a mais lisa do que o comum. Um último caso em que as feridas também são comuns é ligado ao câncer bucal. O aparecimento da doença genética é marcado por pequenas verrugas e aftas. Mas, apesar disso, a especialista comenta que as aftas recorrentes por si só não são ligadas à genética.

O QUE FAZER PARA QUE AS AFTAS RECORRENTES ACABEM?

Aparentemente inocentes à primeira vista, as aftas podem causar dores e incômodos na hora de mastigar e falar. Não há nenhum tratamento que as elimine instantaneamente, o que pode ser feito é amenizar o desconforto e agilizar o reparo do tecido, onde a ferida se localiza. Existem alguns medicamentos e também pomadas que têm essa função. “Podem ser utilizar corticoides tópicos, anestésicos e o laser de baixa potência”.

Há também um cuidado muito grande em relação a esses machucados. Com a ferida na mucosa, a sensibilidade da área aumenta. O organismo se concentra em reparar aquele dano e, assim, abre a possibilidade para que outros problemas apareçam. “A higienização bucal é de fundamental importância para evitar infecções no local da afta”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

Fonte: sorrisologia

imagem

Você Sabe Para que Serve o Escaneamento Oral?

O escaneamento, também chamado de modelagem digital, facilita o atendimento do paciente durante as consultas. Os profissionais conseguem planejar e gerenciar o que devem fazer e como. Em 3D e colorido, é bem simples mostrar a arcada dentária e o resultado final de um possível tratamento. Além disso, os dentistas também conseguem tirar fotos e mantê-las digitalmente. “O envio dos moldes é instantâneo, através de e-mails para impressão fresca, sendo o serviço mais rápido e mais preciso”.

O ESCANEAMENTO ORAL TAMBÉM AJUDA EM OUTROS PROCEDIMENTOS

Saber como é a disposição dos dentes dentro da boca não ajuda apenas os pacientes. Dentistas também conseguem, com a modelagem digital, encaminhar e agilizar outros procedimentos e possíveis tratamentos bucais. “É indicado para substituir modelos e gesso para o planejamento em cirurgia ortognática, e também cirurgia guiada para implantodontia e para analisar mal posicionamentos, fraturas ou desgastes dentários”.

Se você se encontra em alguma dessas situações ou simplesmente tem interesse de saber como está sua saúde bucal, certifique-se de falar com um profissional para fazer o escaneamento oral.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

Fonte: sorrisologia

imagem

A Forma que Você Escova os Dentes pode ser uma das Causas Para a Gengivite.

A escovação deve ser feita, pelo menos, 3 vezes ao dia, durando, em média 2 minutos cada. “Posicione as cerdas da escova de dentes voltadas para a união do dente com a gengiva, num ângulo de aproximadamente 45 graus e realize o movimento horizontal da escova, sem pressão excessiva e rapidez”. A própria escova de dente também necessita de seus próprios cuidados especiais. “A escova de dente deverá ter a consistência das cerdas macias e ser trocada frequentemente”.

QUAL É O TRATAMENTO DA GENGIVITE?

O tratamento desse problema bucal é, essencialmente, uma melhor higienização oral. “Se as bactérias são os principais vilões, removê-las é a principal estratégia”. As armas que podem ser usadas são várias, além da escova de dente. O fio-dental é o principal entre eles. Capaz de remover esses agentes indesejados, ele ainda limpa o interior da gengiva, acima do dente.

A escova interdental não é somente para pacientes que usam aparelhos ortodônticos! Elas conseguem tirar as bactérias que ficam no pequeno espaço entre os dentes. Mais um acessório é o revelador de placa bacteriana. Também chamados de evidenciadores, é uma novidade no mercado que, quando aplicado nos dentes, ressalta onde há a presença do biofilme, ajudando o paciente a localizar melhor essa área e higienizá-la adequadamente.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

Fonte: sorrisologia

imagem

Escovar os Dentes e Usar o Fio Dental Diariamente quer dizer que estou Livre de Problemas na Gengiva?

Sim, esses cuidados podem garantir um sorriso sem problemas gengivais. “Além de ir ao dentista desde cedo”.  No entanto, é essencial garantir que a higiene bucal esteja sendo feita da maneira correta, pois não adianta nada escovar os dentes e usar o fio dental todos os dias, mas sem a técnica adequada.

OS PROBLEMAS GENGIVAIS MAIS COMUNS CAUSADOS PELA FALTA DE HIGIENE BUCAL

Se a higiene bucal não for adequada, alguns problemas podem surgir. Gengivite, que é a inflamação da gengiva e periodontite, quando a inflamação atinge os outros tecidos de fixação, são os mais comuns e que podem resultar dessa falta de limpeza adequada. O dentista pode e deve ajudar a higiene bucal sempre orientando o paciente da forma correta. “A instrução de higiene deve ser individual e sob orientação da equipe odontológica, dentista ou técnico de higiene oral”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

Fonte: sorrisologia

imagem

Quais São os Riscos de um Quadro de Gengivite na Infância?

A gengivite é um quadro que apresenta diversos sintomas, como sangramento e inchaço das gengivas. Assim como outros problemas, deve ser logo tratado. Quando o quadro acomete as crianças é preciso ficar alerta, pois, segundo a dentista, pode comprometer a dentição permanente. Isto porque, as bactérias na boca podem dar origem a um abscesso dental. Esse quadro é capaz de prejudicar os dentes permanentes em formação nessa fase da vida.

A GENGIVITE NA INFÂNCIA PODE SIGNIFICAR PROBLEMAS FUTUROS?

De acordo com a especialista, nem sempre a gengivite na infância significa problemas futuros. “O problema são os hábitos adquiridos, ou melhor, os não adquiridos: passar fio, escovar dentes, ir ao dentista, permitir que o responsável faça a higiene até os 6 anos, pois não tem controle motor suficiente para tal, e ter um responsável supervisionando a higiene até os 9 anos”. Outro cuidado é conhecer o colégio do pequeno,caso ele fique no integral, para saber sobre sua higiene bucal no ambiente e se há algum dentista que orienta o corpo pedagógico.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

Fonte: sorrisologia

imagem

Como o Uso de Remédios Durante a Terceira Idade Pode Afetar a Saúde Bucal?

Nessa fase, as idas ao médico se tornam mais regulares e também a realização de exames. Além disso, é preciso cuidar da saúde bucal, não deixando de lado as visitas ao dentista. “E o aumento na ingestão de medicamentos são fatos que podem trazer consequências para a saúde de forma geral e uma baixa nas defesas do organismo”. Esses pacientes que fazem uso de muitos medicamentos podem apresentar problemas bucais, como a formação de cárie, aftas, úlceras, lesões na mucosa, além da xerostomia. “Se o idoso utilizar prótese dentária pode causar feridas na gengiva”.

O IDOSO PRECISA DE MAIS CUIDADOS E VISITAS REGULARES AO DENTISTA

Não dá para abrir mão de uma parte e, como é preciso cuidar tanto da saúde geral quanto a bucal, em caso de dúvidas quanto à abordagem do atendimento ao idoso, o odontologista deve associar seus conhecimentos a outros campos de saúde básica, chegando a um melhor tratamento. “A perda da plenitude mastigatória pode ser fatal à saúde e dificultar ou impedir a reabilitação de um idoso, a prevenção começa na orientação individual e seleção dos melhores recursos de higiene”. Por isso, para quem possui próteses ou implantes, dispõe de escovas de dentes especiais.

O limpador de língua também é um importante aliado, pois previne o mau hálito e acúmulos linguais. “Idosos deveriam saber usar mais escovas interdentais, geralmente melhores que o próprio fio dental na limpeza dos vãos entre dentes”. Para completar, a hidratação regular com água e a consciência de controle do consumo de açúcar são fundamentais, pois a dieta equilibrada é essencial para o sucesso dos tratamentos. “Idosos devem ir ao dentista mais vezes para tratar de doenças bucais que se tornam comuns na terceira idade, receberem orientações adequadas para sua higiene oral e evitar uma ineficiência mastigatória, que possa prejudicar sua saúde geral devido baixa de nutrição”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

Fonte: sorrisologia

 

imagem

Gravidez Provoca Problemas Periodontais?

Muitas grávidas se queixam de inflamações e aparecimento de doenças periodontais. O quadro acaba deixando uma preocupação, pois pode ocasionar em um parto prematuro, abaixo de 37 semanas. Esse cenário é influenciado pelo organismo da gestante, que fica mais vulnerável nesse período, especialmente devido às alterações hormonais que traz uma maior vascularização gengival. “Dessa forma, a gengiva fica mais suscetível. No entanto, o que causa inflamações é a placa bacteriana, e não a gravidez”. Por isso, fique atenta aos cuidados e orientações do dentista para evitar esses quadros.

A AMAMENTAÇÃO PODE ENFRAQUECER OS DENTES?

Mito. “A amamentação não enfraquece os dentes, mas a alimentação precisa ser balanceada, de acordo com as novas necessidades da mulher”. O cálcio é um elemento principal para esse quadro. Se esse nutriente não estiver sendo consumido adequadamente, o próprio organismo busca outras reservas, como no esqueleto. Geralmente, as pessoas acreditam que essa retirada é feita nos dentes, que geraria o enfraquecimento, o que não é verdade.

O ESCURECIMENTO DOS DENTES REALMENTE ACONTECE NA GRAVIDEZ?

Mito. Muitas pessoas são levadas a acreditar que o escurecimento dos dentes pode acontecer durante a gestação.Entretanto, não há relatos científicos que consigam relacionar esse quadro a esse momento. “Normalmente, esse processo está ligado à idade e aos hábitos de cada pessoa, como, por exemplo, o consumo de cigarros, café e má higiene oral”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Aftas podem Surgir na Gengiva?

O aparecimento de aftas é mais comum nas gengivas do que parece. A ocorrência dessas lesões está relacionada a pequenos traumas que ocorrem durante a escovação. “Tudo acontece porque muitas vezes o paciente, durante a escovação, faz movimentos bruscos com a escova, tem uma alimentação baseada em alimentos muito ácidos ou acaba se machucando durante a mastigação com alimentos mais duros e mais difíceis de morder”.

O QUE PODE CONTRIBUIR PARA O APARECIMENTO DE AFTAS?

Geralmente, a aparição desses traumas está diretamente associada à baixa imunidade, estresse e alimentos com Ph ácido.“Além disso, a aparição das aftas também pode está relacionado ao uso de medicamentos mais fortes ou com alguns tipos de doenças que são autoimunes como Lúpus, Vitiligo e Esclerose Múltipla”. O tratamento para aftas mais indicado pelos profissionais é focado no controle da dor. O uso de medicamentos locais que anestesiam os sintomas do problema são os mais utilizados e geralmente são prescritos pelo próprio dentista.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

imagem

Como Saber se Tenho Gengivite?

COMO IDENTIFICAR OS SINAIS DA GENGIVITE?

Não é tão difícil reconhecer uma gengiva inflamada. “Tecido da mucosa avermelhado, inchado, dolorido, aumento do contorno gengival, sangramento com o toque ou com o simples passar do fio dental”. Muitas vezes, também é possível notar a presença de placa bacteriana e cálculo ao redor desse dente, podendo associar diretamente com a cárie.

A MELHOR FORMA DE ENXERGAR O PROBLEMA

Muita gente descobre que está com gengivite através da escovação. A espuma do creme dental ganha uma cor avermelhada e o tecido fica bem inchado após a higiene. Mas existe uma solução melhor para enxergar o problema: o autoexame bucal. Com ele você consegue ver toda a cavidade da boca e se existe algo de errado nela. Mas esse não deve ser o único diagnóstico.

O QUE FAZER QUANDO DESCOBRIR A INFLAMAÇÃO?

Primeiramente, a ida ao dentista é fundamental para o quadro não avançar.“Escove bem seus dentes e passe o fio dental de forma que alcance a linha da gengiva”. O tratamento consiste em uma raspagem que remove toda a placa e tártaro, bochechos com substâncias específicas e mudanças de hábito por parte do paciente.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Uma boa Higiene Bucal Previne Doenças que Afetam a Gengiva

Sabemos que a cavidade oral vai além dos dentes, e cada esforço é válido para manter toda essa estrutura em harmonia. A higiene que se realiza todos os dias é poderosa para prevenir essa região de várias doenças, como a gengivite e periodontite. Se você não dava tanto valor ou importância a este momento do seu dia, é melhor rever seus conceitos.

UMA HIGIENE BUCAL BEM FEITA É ESSENCIAL PARA A GENGIVA

Sabemos que uma escovação suave traz um monte de benefícios para os dentes. Mas se eles não estiverem limpos e saudáveis, esse efeito não vai se refletir na gengiva. Uma higiene oral correta faz com que as estruturas dentárias e gengivais se mantenham em equilíbrio. “O principal causador de doenças é a falta de higienização. Logo, remover resíduos alimentares que ficam entre os dentes, desorganizando a placa bacteriana, ajuda na prevenção de doenças”.

A FÓRMULA PARA UMA BOA ESCOVAÇÃO

Você já sabe de cor o passo a passo da higiene bucal. Mas a verdade é que existem diversas técnicas de escovação. Só que para decidir a sua, é importante a avaliação do seu dentista. “No geral, é importante que os pacientes saibam que não é necessário aplicar muita força durante a escovação, pois pode acabar agredindo a gengiva e desgastando o esmalte dental, principalmente quando associado a creme dental abrasivos”. Durante este ritual, atente-se em passar a escova por todas as faces dos dentes, na gengiva e língua.

SEM MEDO DE PASSAR O FIO DENTAL

Sempre bate aquela preguiça na hora de passar o fio dental. Mas esse utensílio é extremamente importante para a saúde, já que ele remove a placa bacteriana e restos alimentares de regiões não alcançadas pela escova, caso do espaço entre os dentes e linha da gengiva. É aí que o fio dental deve penetrar para garantir a remoção total de resíduos.

FINALIZE A HIGIENE COM ENXAGUANTE

Existe um enxaguante bucal para todo paciente. O tipo da solução vai depender das necessidades do sorriso de cada um. E para que essa etapa seja bem tranquila, adquira um produto sem álcool. Isso evita aquela sensação de ardência na boca. ” É importante saber que o enxaguante não deve ser usado isoladamente, mas sim como um auxiliar na manutenção da saúde oral juntamente com a escovação e o fio dental”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Mau Hálito pode ser Consequência de uma Retração Gengival.

Tão desconfortável quanto conviver com alguém que tenha mau hálito, só mesmo passar por esse problema. Mas se a higiene bucal está aparentemente em dia, como explicar o odor ruim que insiste em aparecer? Uma das possíveis respostas para essa pergunta pode ser a retração gengival.

NÃO É COMUM, MAS PODE ACONTECER

Apesar de não ser necessariamente uma consequência da retração, o mau hálito pode ser influenciado por essa condição. Mais ainda, ele pode ser resultado de uma higiene deficiente. “Determinados tipos de retração podem facilitar a retenção de restos alimentares de difícil remoção. Nesses casos, também pode haver acúmulo de placa e tártaro, gerando uma doença gengival que pode provocar halitose”.

Outra decorrência da recessão gengival que pode levar a uma escovação mal feita é a sensibilidade. Isso porque quando a gengiva se movimenta e deixa a superfície próxima da raiz à mostra, o desconforto é inevitável. Essa dor causada pelo dente sensível também pode fazer com que o paciente não realize a higiene de forma correta, deixando mau cheiro no hálito e criando um ambiente ainda mais propício para diversos problemas bucais.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Gengivite não tratada pode Causar Periodontite

Você está comendo uma maçã e, de repente, repara que no lugar em que abocanhou a fruta deixou uma mancha de sangue. Esse sinal vermelho vem da sua gengiva, que por acaso anda bem inchada ultimamente, dando indícios de uma inflamação: a gengivite. No início pode ser que o problema nem cause tantos incômodos, mas no futuro, se a doença não for tratada, pode causar complicações piores como a periodontite.

CONHEÇA OS RISCOS DA PERIODONTITE

A perda dentária é um dos maiores problemas que reflete a falta de cuidados bucais no país. Segundo dados de 2015 do IBGE, 11% da população brasileira não possui mais nenhum dente e 33% usam algum tipo de prótese dentária. Um dos fatores que estimulam estes dados é a periodontite. “Além do sangramento e da supuração (formação de pus), devido a perda de inserção, os dentes começam a ficar amolecidos e, caso a doença não seja tratada, pode acarretar a perda de dentes”.

AS MELHORES FORMAS DE TRATAMENTO

O primeiro passo a ser dado quando surgem os indícios da gengivite é ir ao dentista ou periodontista, profissional especializado no assunto. Ele vai analisar o estágio da doença e indicará algumas medidas, como melhores hábitos higiênicos e o tratamento adequado. Dentre as terapias está a raspagem supragengival, que remove os tártaros aderidos à superfície dentária, e a subgengival, que realiza a mesma limpeza do cálculo que fica escondido abaixo da gengiva, através de instrumentos manuais e ultrassônicos. Se o tártaro estiver muito profundo, uma cirurgia para expor as superfícies das raízes, e assim fazer a raspagem, será necessária.

PREVENÇÃO EM PRIMEIRO LUGAR

Se você não quer nem pensar em ter uma inflamação como essa, utilize todas aquelas técnicas preventivas que aprendeu com seus pais. “A melhor forma de prevenir essas doenças é usar fio dental e escovar os dentes após as refeições, e visitar o dentista regularmente”. “O paciente tem que estar alerta com a sua gengiva e caso perceba alterações como inchaço, vermelhidão, sensibilidade ou sangramento, deve procurar um profissional”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

 

imagem

É normal o Fio Dental causar Sangramento na Gengiva?

Você sabe a importância que uma higiene bucal completa tem para um sorriso bonito e saudável. O fio dental é item primordial nessa tarefa, pois apenas essa ferramenta consegue alcançar os lugares que a escova de dentes não alcança. Entretanto, ao passar o fio para retirar os restinhos de alimentos entre os dentes, sua gengiva começa a sangrar. Você não dá muita importância e segue a escovação normalmente. Mas será que isso é normal ou pode indicar algum problema mais grave?

É COMUM USAR O FIO DENTAL E A GENGIVA SANGRAR?

Usar o fio dental talvez seja a parte mais chatinha para alguns. Mas a verdade é que sem esse item a higiene bucal fica incompleta e a longo prazo pode trazer consequências sérias para a sua saúde bucal, como a formação de placa bacteriana. Se não bastasse, ao passar o fio em movimento de vai e vem no espaço entre os dentes, sua gengiva começa a sangrar.“Sangramento gengival é característica de atividade de doença periodontal, gengivite ou periodontite”.

ENTENDENDO O QUE É UMA DOENÇA PERIODONTAL

O sangramento constante nessa região da boca indica que algo não está bem, como o indício de uma doença periodontal. Esse tipo de problema bucal é a o maior responsável pela perda dentária. E é justamente o sangramento na gengiva um dos primeiros sintomas dessa vilã. Primeiro começa com a inflamação nos tecidos gengivais, que se não cuidado, avança para uma reabsorção óssea, retração da gengiva e, em seguida, na perda dos dentes.

O QUE FAZER NESSE CASO?

Se você está adiando aquela visita ao seu dentista e sua gengiva sangra ao usar o fio dental, sem dúvidas esse é o momento para marcar uma consulta. Afinal, somente um profissional capacitado poderá diagnosticar o seu problema e dar as orientações corretas. “Deve-se procurar um dentista para que seja realizados os cuidados necessários para controlar e reverter o processo da doença”.

COMO EVITAR O SANGRAMENTO

Não se engane pensando que para evitar o sangramento na gengiva você precisa parar de usar o fio dental. Pelo contrário, é exatamente agora que essa ferramenta bucal não pode ser deixada de lado. Uma dica que o profissional dá é realizar a limpeza com o fio dental sempre em frente ao espelho, dessa forma, você consegue ver o local certinho onde está passando-o. “O fio dental deve ser utilizado de forma gentil, sendo colocado cuidadosamente no sulco gengival, espaço entre a gengiva e o dente, a fim de evitar traumas no tecido da gengiva”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

imagem

Inchaço na Gengiva nem Sempre pode ser Gengivite

Você pode não perceber, mas a gengiva é uma parte muito importante em nosso universo bucal. Quando ela está inchada, logo pensamos em uma temida gengivite. Mas sabia que nem sempre essa pode ser a razão do problema? Existem diversos fatores que causam o inchaço do periodonto que vão desde uma tentativa de defesa gengival até a ingestão de medicamentos hormonais.

MÚLTIPLAS FUNÇÕES NA SAÚDE BUCAL

A gengiva possui muitas funções ímpares que fazem um bem danado para a nossa boca, como sustentar, nutrir e proteger os dentes. “Ela ainda participa na fonética (quando fecha os espaços interdentais evitando o sibilamento na emissão de alguns sons) e na estética, criando harmonia nas proporções do sorriso, entre a porção branca (dentes) e a porção rosa exposta”. Não é à toa que precisamos cuidar muito bem delas para manter o nosso sorriso sempre completo.

INCHAÇO PODE SIGNIFICAR UMA TENTATIVA DE DEFESA DA GENGIVA

O inchaço é um dos sinais de inflamação nos tecidos gengivais, mas ele também pode ser um mecanismo importante de defesa e reparo do nosso corpo.”Gengivas inchadas ou edemaciadas (presença de edemas) podem significar atividade de doença ou a tentativa de eliminar algum corpo estranho que tenha entrado no delicado espaço entre o dente e a gengiva”.

ALGUNS MEDICAMENTOS TAMBÉM PODEM CAUSAR O SINTOMA

Sabemos que uma má respiração e muitos remédios podem fazer mal à saúde dos nossos dentes, afetando, principalmente, o periodonto. “Pacientes que têm uma respiração bucal, alguns medicamentos hormonais, como anticoncepcionais ou ainda anticonvulsivantes são outras causas para o aumento do volume gengival”. É primordial ir ao dentista para saber a razão do problema. “A avaliação clínica e a anamnese devem ser conduzidas para o diagnóstico preciso dessa manifestação e daí, o encaminhamento para tratamento adequado”.

USE PRODUTOS QUE FORAM FEITOS PARA SUA GENGIVA

Ao visitar seu dentista ele recomendará alguns produtos para que você continue o tratamento em casa. No caso de alguma complicação nos tecidos gengivais, os melhores são aqueles voltados para tratamentos periodônticos, como o creme dental composto de Fluoreto e Estanho estabilizados. Ele e as demais ferramentas ajudam a interromper o ciclo da gengivite em apenas quatro semanas de uso. O kit bucal também protege sua boca contra a cárie, tártaro e outras doenças causadas pela placa nos dentes.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem
52 anos ago dicas , Gengivas ou Mucosas

Fístula é um Sinal de Infecção que pode Surgir na Cavidade Oral, Gengivas ou Mucosas

Qualquer problema que surja em nosso universo bucal causa um incômodo danado. Muitas vezes dói, outras vezes dificulta a fala ou a alimentação. Uma dessas complicações é a fístula. Muito semelhante à afta, é um sinal clínico de que na região de seu aparecimento existe infecção em atividade. “O aparecimento de uma fístula, geralmente, têm os dentes e/ou raízes da região como agentes causadores”.

PODE APARECER EM OUTRAS REGIÕES

Fístulas são bolinhas que podem surgir no interior da boca, como nas gengivas. Elas também aparecem na região do rosto e que pode, de alguma forma, ter contato com a saliva infectada. Essas feridinhas possuem o risco de deixar algumas sequelas e sintomas indesejáveis. “Elas podem surgir sem manifestação de sofrimento para o portador, mas há casos como os abscessos palatais, que até a formação e rompimento da fístula promovem dor e edema”.

UMA DEFESA DO ORGANISMO CONTRA INFECÇÕES

A fístula odontológica não é uma doença oral, como a cárie ou a periodontite, mas sim um sinal de infecção ocorrido pela evolução destes e outros problemas bucais. “Fístula é uma forma de defesa do organismo na sua luta contra as infecções. Onde existe fístula na região há certamente infecção”.

COM UM BOM TRATAMENTO ESSAS BOLINHAS PODEM SUMIR

Visitando um dentista e fazendo o diagnóstico do problema, as fístulas podem desaparecer em torno de três a quatro dias após o tratamento. É importante visitar um profissional assim que perceber algo de diferente na sua boca para que os cuidados sejam simples. “Existem fístulas de difícil resolução, podendo ser até cirúrgica, que são as que comunicam a cavidade oral com os seios maxilares”.

É IMPORTANTE ADOTAR CUIDADOS HIGIÊNICOS E CLÍNICOS

Antes que as fístulas surjam é importante prevenir as doenças causadoras do problema. Para isso, basta realizar cuidados simples, como uma boa higiene bucal com escovação, fio dental e enxaguante após todas as refeições, além das visitas regulares ao dentista. Desta forma, seus dentes e gengivas ficarão sempre saudáveis e longe de todas essas complicações infecciosas.

USE UMA ESCOVA CAPAZ DE PREVENIR AS DOENÇAS ORAIS

Uma boa escovação é aquela feita com leveza e movimentos circulares por todos os dentes. Tudo isso fica ainda mais fácil com a ajuda de uma escova que possui cinco ações de limpeza. Ela é capaz de escovar as áreas mais difíceis, principalmente entre os dentes, e remover aquelas manchinhas superficiais que atrapalham a beleza de um sorriso. Essa ferramenta também possui limpador de língua e bochechas promovendo uma boca mais higiênica e refrescante para seu dia a dia.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem
52 anos ago A Doença Periodental , dicas

A Doença Periodental

A falta de uma boa higiene oral pode resultar no surgimento de várias doenças, como a gengivite e periodontite. Mas se você pensa que todos estes problemas estão relacionados apenas com seu universo bucal, está totalmente enganado. “Existe uma relação, comprovada cientificamente da doença periodontal com diversas outras doenças do corpo, ditas como sistêmicas. Dentre elas podemos destacar a diabetes, problemas cardiovasculares e o estresse”.

O DIABETES NÃO ESTÁ DE FORA DESSA

As doenças bucais são um grande risco para a saúde dos dentes de qualquer pessoa. Para quem tem diabetes esse problema fica cada vez maior. “A relação da doença periodontal com o diabetes parece ter interferência mútua, ou seja, a diabetes interfere piorando a saúde gengival ao passo que as doenças gengivais interferem aumentando a glicemia dos diabéticos”. Por isso, quem tem este problema é importante tratar não só do sorriso, como também do controle de açúcar do sangue.

DOENÇAS CARDIOVASCULARES E ESTRESSE TAMBÉM ATRAPALHAM

Algumas pesquisas também indicam a relação da periodontite com doenças cardíacas e emocionais. “A falta de saúde bucal parece ser fator de risco, também, para problemas cardiovasculares como a ateroesclerose (que são placas de gordura no interior das artérias). Outros fatores como o estresse e a depressão parecem afetar a imunidade do indivíduo, tornando-o mais suscetível a problemas gengivais”.

AS FUTURAS MAMÃES TAMBÉM PRECISAM TER CUIDADO

A higiene bucal durante a gravidez é muito importante. Ainda mais por ser um período de várias mudanças hormonais, causando enjoos e desejos por alimentos calóricos. Por isso, é necessário ter cuidado para que o surgimento de doenças não atinja os dentes e gengivas das futuras mamães. “No caso das gestantes é muito importante a realização do pré-natal odontológico, pois a periodontite está associada a partos prematuros e ao nascimento de bebês com baixo peso”.

A MELHOR ESCOLHA É A PREVENÇÃO

A prevenção ainda é a melhor maneira de evitarmos os problemas. “Hábitos saudáveis, aliados a uma correta higiene bucal e consultas semestrais ao dentista são atitudes simples de serem tomadas e que fazem um bem enorme”.

NADA MELHOR DO QUE USAR UMA ESCOVA APROPRIADA

Para evitar que qualquer problema bucal domine seu sorriso é importante escovar seus dentes da melhor maneira e com ajuda de uma escova bem especial que possui cerdas antibacteriana. Ela impede o crescimento das bactérias na sua escova de dentes por até 90 dias e um sistema que remove a placa bacteriana dos dentes nos lugares mais difíceis. Com suaves estimuladores de borracha elas também massageiam as gengivas, deixando-as livres das doenças periodontais.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br