Menu
X

Tags Archives: Dentes

imagem

Quantas Vezes Por Dia é Necessário Usar o Enxaguante Bucal?

utilizar o enxaguante requer orientações do profissional que acompanha a saúde bucal do paciente. E nessas indicações, também estará o número de vezes que você deve fazer o bochecho. “Depende de cada caso e do motivo da utilização do enxaguante bucal”. Dessa maneira, é possível entender a importância da recomendação do profissional, pois é ele quem avaliará o seu caso e indicará a melhor posologia a ser utilizada. Então, sua saúde bucal estará sempre em dia!

QUALQUER PACIENTE PODE USAR ENXAGUANTE BUCAL?

O enxaguante bucal é um dos itens que compõe o kit de limpeza bucal. Muitas pessoas logo desistem da ideia, pois associam o produto à ardência na boca. Isso é uma realidade para aqueles que usam o produto à base de álcool, o que não é recomendado pelos dentistas. Segundo a profissional, a função do enxaguante vai depender do princípio ativo presente nele. “As principais indicações são: prevenir a cárie dentária, controlar os níveis de micro-organismos na boca e melhorar a qualidade da saliva”.O líquido pode ser utilizado por qualquer paciente, desde que tenha a indicação correta.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Para que Serve um Expansor Palatino?

O palato é a denominação para a divisão óssea e muscular que fica entre as cavidades nasal e oral. Ou seja, é aquela parte que conhecemos como céu da boca. O aparelho chamado expansor palatino é responsável por fazer correções nessa área da cavidade bucal. “Como o próprio nome diz, ele expande a maxila, aumentando assim o chamado ‘perímetro’ do arco dentário, que é a área total da arcada, seja superior ou inferior”. Pacientes que possuem disfunções no céu da boca são indicados a logo iniciarem os tratamentos, pois o quadro provoca problemas em diversas funções, como na mastigação.

COMO O EXPANSOR PALATINO AJUDA NA SAÚDE BUCAL?

O expansor palatino é um aparelho acessório com a função principal de ampliar o arco dentário superior. O dispositivo consegue corrigir eventuais mordidas cruzadas posteriores. Dessa maneira, o aparelho também é capaz de consertar e reposicionar os dentes entrecavados e tortos. O expansor palatino é principalmente usado como uma solução para os pacientes mais jovens. Já os casos dos adultos, muitas vezes, acabam necessitando de uma intervenção cirúrgica.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

imagem

Como Evitar Sensibilidade nos Dentes após um Clareamento?

O esmalte dentário é a parte do dente que caracteriza sua coloração. Por isso, é nessa região que o clareamento dental atua. Em diversos casos os pacientes apresentam sensibilidade após o procedimento, já que a dentina, que fica atrás do esmalte, pode ficar desprotegida. Entretanto, com o avanço das técnicas do clareamento dental, hoje já é possível contornar essa sensibilidade dentária. O uso de clareadores com concentrações menores ou pastas dentais que diminuem a sensibilidade são maneiras eficazes de prevenir o paciente do incômodo.

VEJA QUAIS SÃO OS CUIDADOS IMPORTANTES NESSE MOMENTO

Para os pacientes que estão com um quadro de sensibilidade dentária após o clareamento, é preciso tomar alguns cuidados. “Evitar ingerir alimentos muito quentes ou extremamente gelados e usar pastas de dentes destinadas para tal”. Além disso, quando começar a sentir os sintomas, procure seu dentista para marcar uma consulta para avaliar. A sensibilidade é um quadro totalmente tratável, com diversos cuidados que conseguem solucioná-la.

Fique atento para manter os efeitos do clareamento dental, incluindo na hora da alimentação. É indicado evitar o consumo de alguns alimentos e bebidas, especialmente aqueles que contém corantes, como vinho e açaí. E não abra mão dos cuidados de limpeza bucal diária, contando com a escovação e uso do fio dental.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Extração de Dente: Quais Casos podem levar a Necessidade desse Procedimento?

Chegar no dentista e receber a notícia de que é preciso extrair o dente é algo que ninguém quer ouvir. No entanto, casos como esse podem acontecer. “Algumas situações distintas podem levar o dentista a indicar a extração de um dente”. A exemplo disso, exemplos de casos como cáries muito extensas que destruíram a coroa ou raiz do dente, trauma oclusal, infecção do canal com destruição óssea periapical irreversível, excesso de álcool e fumo, entre outros. “Quando o periodonto de sustentação desse dente for incapaz do ponto de vista mecânico para manter esse dente estável quando mastigamos”.

PÓS A EXTRAÇÃO, QUAIS SÃO OS CUIDADOS NECESSÁRIOS?

Assim como qualquer outro procedimento odontológico, a extração do dente demanda alguns cuidados do paciente após ser realizado. “Nos dois primeiros dias, não fazer bochecho, pois pode desprender o coágulo e levar a sangramentos”. Além disso, outras precauções importantes são: evitar alimentos quentes, prática de esportes, água de piscina, rio e mar, exposição ao sol em excesso e sempre manter a higiene bucal e uma boa alimentação.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

imagem
52 anos ago dicas , Uncategorized

Mancha Branca Nos Dentes pode ser Sinal de Cárie?

,A mancha branca também pode ser um sinal de uma cárie. Isso acontece quando ela está em seu estágio inicial. “Geralmente ela representa um primeiro estágio de desmineralização do esmalte dentário, que perde aquele brilho característico para demonstrar uma área de superfície opaca”. Caso seja identificada nesta fase, menores serão as consequências e o tratamento será mais simples. Mas cuidado para não confundir! “A mesma deve ser diferenciada das diversas outras lesões que podem apresentar este aspecto clínico”.

NÃO CONFUNDA! AS MANCHAS BRANCAS TAMBÉM PODEM TER OUTRAS CAUSAS

Já sabemos, portanto, que as manchas brancas nos dentes também podem indicar outros problemas. Agora é hora de conhecê-los! Uma das possíveis causas pode envolver a amelogênese imperfeita, uma doença hereditária que afeta a formação do esmalte dentário. Além disso, elas também podem estar ligadas a problemas que acontecem na infância. “São manchas nos incisivos e primeiros molares que podem estar associadas a doenças da infância, assim como ao seu tratamento”.  Essas doenças seriam aquelas comuns aos primeiros 3 anos de vida da criança, como as doenças do trato respiratório, asma, otite, amigdalite, varicela, e rubéola.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

A Partir de Qual Idade a Criança Deve Fazer a Escovação Sozinha?

Ao chegar em uma certa idade, a criança já deseja começar a fazer suas tarefas sozinhas, sem que o pai ou a mãe estejam por perto orientando. Para os pequenos, poder realizar um simples hábito como escovar os dentes sem ninguém ao lado é um grande passo. “Oriento aos pais que até os 8 anos de idade a criança ainda deve receber ajuda na hora da escovação”. Isso porque, até essa época, as habilidades motoras dela não estão suficientemente desenvolvidas para exercer a ação de maneira eficaz. Dessa maneira, após essa idade, o pequeno pode escovar sozinho.

ESCOVAR OS DENTES PODE SER ENCARADO COMO UMA DIVERSÃO PARA OS PEQUENOS

Vale ressaltar a importância da orientação dos pais, pois são eles os -responsáveis por estimular a criança desde cedo a fazer a higiene bucal. O momento pode até mesmo ser levado como lazer, para que a criança veja como algo divertido e não uma obrigação chata. “Conforme a criança for crescendo e criando essa independência, os pais podem permitir que a criança escove seus dentes”. No entanto, após a escovação deve ser feita uma checagem da limpeza da cavidade bucal e reforçar como o hábito é essencial.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

O Acúmulo de Tártaro pode Causar Mau Hálito?

Normalmente, o tártaro é caracterizado por sua cor amarela ou marrom nos dentes, próximo à gengiva. Além de atrapalhar a estética do sorriso, o cálculo dental pode trazer mau hálito para o paciente. “O acúmulo de cálculo leva a um maior acúmulo de placa sobre ele, já que é uma superfície porosa”. Esse aglomerado nos dentes pode vir a inflamar os tecidos circundantes, o que causa o mau hálito. O odontologista ressalta que a inflamação é capaz levar a uma perda de tecidos de suporte do dente, como no cemento, ligamento e osso. Este é identificado como um quadro de periodontite que pode causar até mesmo a extração do dente.

OS TRATAMENTOS E PREVENÇÃO DO ACÚMULO DE TÁRTARO

Nos casos em que o paciente já apresenta o acúmulo de tártaro nos dentes, é preciso marcar uma consulta ao dentista. O profissional é o único capaz de retirar o cálculo já formado. O processo é denominado com raspagem e é feito com instrumentos especiais do consultório. No entanto, há maneiras de evitar esse aparecimento indesejável. “A melhor maneira de prevenir o acúmulo de cálculo é removendo constantemente a placa bacteriana”. É preciso manter o hábito de uma higienização bucal correta, com uma boa escovação e usar o fio dental.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Perda Dentária: Em Quais Cenários isso pode Acontecer?

A perda dentária é uma das causas mais frequentes que levam o paciente a procurar ajuda. “Dentre as inúmeras causas, podemos citar a evolução da cárie, traumas, anodontia (ausência congênita dos dentes) e a doença periodontal”. Esses fatores podem acontecer devido a uma série de motivos.

1) Má higiene bucal. Muitas vezes o paciente não teve orientação suficiente sobre a melhor técnica de escovação ou não dedica o tempo necessário para realizar uma boa higiene.

2) Hábitos parafuncionais, como o bruxismo e o apertamento, podem facilitar a ocorrência de traumas que geram fraturas na raiz, ocasionando a perda dentária.

3) Genética. A anodontia é uma doença que pode passar de pai para filho e é capaz de afetar um ou mais dentes. “O paciente pode ter, por exemplo, o dente de leite e não ter o sucessor, o permanente” .

4) Uma cárie profunda que se estendeu até a raiz.

5) A evolução da doença periodontal. O problema pode ocasionar perda óssea que, gradativamente, se não for controlada, acaba resultando na queda de um dente.

COMO PREVENIR ESSE CENÁRIO?

Um notícia boa: a perda dentária pode ser prevenida. Basta praticar alguns cuidados diários importantes.

1) Tenha bons hábitos de higiene: não deixe de utilizar o fio dental, escova e enxaguante.

2) Visite seu dentista regularmente para consultas de prevençãoa cada 6 meses ou caso sinta alguma dor dentária.

3) Procure o profissional para esclarecer dúvidas caso acorde com dor muscular ou tenha retração gengival (que pode estar relacionado a algum trauma dentário), e esteja com sangramento na gengiva (isso indica uma gengivite, que corre o risco de evoluir para uma periodontite).

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

DIASTEMA: Problema Estético ou Charme?

QUAL É A ORIGEM DO DIASTEMA?

Existem muitos motivos para o surgimento desse espaço vantajoso entre os dentes. Entre eles, podemos citar a presença de freio labial na região dos incisivos centrais superiores ou algum dente que não nasceu, interferindo no desenvolvimento dos elementos adjacentes. Alguns estudos demonstram que problemas oclusais e a pressão da língua nos dentes também podem gerar diastemas.

PARA QUEM DESEJA REPARAR, QUAIS SÃO AS FORMAS DE TRATAMENTO?

Durante o desenvolvimento da dentição, pode ocorrer uma união dos dentes, resultando na correção natural do diastema. Agora, quando o problema é causado por conta do freio labial ou de um dente supranumerário, é importante tratar o fator de origem. “É bom observar por um tempo se o desenvolvimento natural da arcada não é suficiente para corrigir o espaço, caso contrário, podemos fazer o uso de aparelho ortodôntico para a aproximação dos elementos”.

Outra solução é realizar restaurações em resina composta ou facetas de cerâmicas para corrigir a anatomia e o espaço entre os elementos. Agora, se o diastema não representa nenhum problema estético ou funcional para você, ele pode ficar sem problema algum. “Desde que sua origem tenha sido estabelecida e não precise de nenhuma intervenção clínica”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Meus Dentes Podem Entortar com o Nascimento do Siso?

O NASCIMENTO DO SISO PODE ENTORTAR OS DEMAIS DENTES?

Não há uma resposta de previsão 100% correta. Existem correntes de estudos que afirmam que sim, pode entortar, e outras que não. Podemos ter uma compressão nas arcadas e levar ao agravamento do chamado apinhamento, condição mais observada na região dos dentes anteriores inferiores, onde os mesmo ficar “encavalados” uns com os outros”.

PRECISO EXTRAIR OS DENTES SISOS?

A visita ao consultório do profissional é imprescindível para se obter essa resposta. É através do exame clínico e radiográfico que o dentista encontrará uma solução, se é preciso remover ou não. Há pacientes que apresentam complicações maiores, como problemas oclusais, periodontais e cáries nos dentes próximos. Além de casos mais severos, como o surgimento de cistos, principalmente na maxila (parte da face que estão inseridos os dentes), a extração é indicada, mesmo que para prevenção. “Existem pacientes que relatam que mordem muito a bochecha na região dos sisos. Neste caso, a extração também é indicada.”Há indivíduos que apresentam os dentes sisos bem localizados na arcada, sem estarem causando problemas oclusais ou periodontais. Nesses pacientes, o dente siso pode ser mantido na boca, e não causará nenhum problema para a saúde bucal.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Seu Dente Quebrou? Saiba o Que Fazer Para Salvá-lo

QUEBREI O DENTE, E AGORA?

Assim que aconteceu a fratura, o primeiro passo é procurar um profissional. Vale lembrar que, caso tenha recuperado o dente, leve-o também para o consultório, pois contribuirá para a escolha de um melhor tratamento. O fragmento poderá ser analisado e diagnosticado através de um exame clínico minucioso e radiográfica.

O DENTE VAI NASCER DE NOVO?

“Nenhum dente cresce de novo, nem os dentes decíduos (dentes de leite) ou permanentes. Não se deve, inclusive, confundir isto com a troca do dente decíduo pelo permanente , o que é normal.”“Nenhum dente cresce de novo, nem os dentes decíduos (dentes de leite) ou permanentes. Não se deve, inclusive, confundir isto com a troca do dente decíduo pelo permanente , o que é normal.”

POR QUE O DENTE QUEBRA?

A quebra de um dente pode ter diferentes causas, como por acidente (trauma dental por colisão), problemas de oclusão, contatos prematuros, quando se tornam enfraquecidos através de restaurações extensas, entre outros.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

É Possível Perder um Dente por Estresse?

DE FATO, EXISTE ESSA POSSIBILIDADE?

É bem raro acontecer, mas a possibilidade de perder um ou mais dentes por problemas que nascem do estresse é real. Uma das principais condições que levam a este cenário é o bruxismo de vigília, mais conhecido como o bruxismo diurno, que acontece quando estamos acordados, esse apertamento já foi relacionado, através da literatura, com a ansiedade e problemas emocionais. “Isso pode acarretar não só o desgaste dos dentes, como também doenças nas estruturas que o suportam, o periodonto”.

Existem casos em que o estresse acaba refletindo em outros problemas. Essa condição mexe bastante com o sistema emocional e, quando atinge um nível alto, o paciente já deixa de praticar certos cuidados, como a higiene bucal. Desta forma, problemas como a cárie, a gengivite e a periodontite passam a ser comuns. Isso acaba causando (mais uma vez) a perda dentária.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

3 Coisas que Você Precisa Saber Sobre a Extração do Dente do Siso

O PACIENTE É ANESTESIADO?

Não precisa se preocupar com a dor no momento da cirurgia. Todo procedimento cirúrgico invasivo, como uma extração de siso, precisa de uma anestesia prévia. Grande parte dos cirurgiões costuma fazer isso com a seringa carpule (uma seringa de metal), que também pode ser usada no procedimento de canal. Mas, atualmente, o mercado se encontra bem mais tecnológico. “Aparelhos computadorizados podem substituir a utilização de carpule, promovendo um melhor conforto ao paciente”. Para que o efeito da anestesia ocorra, o cirurgião deve observar a anatomia de cada paciente e aplicar a agulha na região próxima ao nervo do dente a ser removido.

A CIRURGIA COSTUMA DURAR QUANTO TEMPO?

De acordo com o cirurgião, cada caso é um caso. “O tempo médio de cirurgia de siso vai de 30 a 60 minutos, mas depende da condição do elemento dentário e da perícia do cirurgião”. Ou seja, o procedimento pode se tornar mais curto ou até mesmo mais demorado. Mesmo que a extração demore um pouco mais, não precisa ficar tenso por isso! O dentista sabe o que fazer para que o seu dente seja removido com segurança, sem causar nenhum problema à saúde bucal.

OS PONTOS PODEM SE ROMPER?

Eles podem se romper ou se desprender, mas é sempre imprescindível que você comunique ao profissional do fato ocorrido. “Os pontos são peça chave no processo de cicatrização da ferida cirúrgica”. Ao realizar o ponto, o cirurgião deve levar em consideração a quantidade de tecido no momento de incisão da agulha. Dependendo de como o procedimento for realizado, os pontos podem se romper. O mesmo acontece se o paciente não praticar o pós-operatório corretamente. De acordo com o dentista, essa fase é importante para que a pessoa tenha uma recuperação segura.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

3 Coisas que Podem Atrapalhar a Sua Higiene Bucal

ESCOVAR OS DENTES DURANTE O BANHO

Você tem o costume de escovar os dentes no chuveiro? Isso pode ser um problema para o seu sorriso. Essa atitude poupa bastante tempo na sua rotina, mas, por outro lado, acaba comprometendo sua saúde bucal. Quando você realiza este hábito no banho, muitas vezes não sabe se está escovando de forma correta e com todos os movimentos necessários. Além disso, é normal que se pule algumas etapas no banho, como o uso do fio dental. Um espelho é muito importante nessa hora para te ajudar a ter uma visão mais ampla do que está fazendo. Por isso, aprenda a dividir esses dois rituais de limpeza. Tome aquela chuveirada e logo em seguida faça sua higiene bucal.

FAZER A HIGIENE BUCAL COM PRESSA

Tudo o que você precisa são de apenas dois minutos em frente ao espelho. Esse é o tempo ideal para se praticar uma boa escovação. Quando escovamos os dentes com rapidez, esquecemos de limpar muitas partes importantes da boca, como a língua, os molares e a parte traseira do sorriso. Fazer uma higiene bucal muito rápida não é sinônimo de eficiência.

A pressa pode deixar seus dentes com restos de placa bacteriana e causar uma série de doenças bucais, como a cárie, gengivite e o tártaro. Sem falar que você não consegue usar o fio dental direito. “Ele deve ser passado com calma entre todos os dentes para limpar a região interdental”.

NÃO TER ATENÇÃO À ESCOVAÇÃO

Você presta atenção em tudo que faz? É normal ficar distraído em alguns momentos, mas quando se trata de higiene bucal o que mais exige neste hábito é concentração. Saia do modo automático, concentre-se nos movimentos que estão sendo feitos e deixe para pensar em outras coisas depois. Como o tempo ideal de limpeza é de dois minutos, que tal fazer de forma bem caprichada? Além disso, a falta de atenção também pode refletir no esquecimento da higiene ao longo do dia. Não deixe que estas situações prejudiquem sua saúde bucal.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Escovar os Dentes no Chuveiro: Entenda por que essa Prática Não é Recomendada

ESCOVAR OS DENTES NO CHUVEIRO: POR QUE NÃO?

Você presta atenção em tudo que faz? Normalmente, quando fazemos duas coisas ao mesmo tempo, não conseguimos ficar totalmente focados em ambas as tarefas e, muitas vezes, uma falha acaba ocorrendo. O mesmo acontece quando escovamos os dentes no banho. Parece que o piloto automático é ativado e você não percebe os movimentos que está fazendo.

Um dos erros mais comuns nesse hábito é não escovar a parte traseira dos dentes, a região sublingual. E que para conseguir uma higiene bem caprichada, é importante se dedicar a cada área da boca. “As superfícies exteriores e superiores dos dentes, o palato, os cantinhos que ficam no fundo da boca e sem esquecer a língua”. Não faça essa limpeza de uma forma mecânica, dedique seu tempo à higiene.

QUAL É O MELHOR LUGAR PARA FAZER ESSA LIMPEZA?

Fazer uma boa higiene bucal já é meio caminho andado para um sorriso saudável. Por isso, precisamos praticar esse momento com dedicação e no lugar certo: em frente ao espelho. Lá, você consegue fazer todas as etapas da limpeza, monitorar seus movimentos e ter total atenção no que está praticando, além de ter um controle maior do tempo que precisa ser, nada menos que, dois minutos. Coloque a limpeza dos seus dentes em primeiro lugar e faça esse ritual todos os dias, regularmente. “O ideal é escovar três vezes, ou seja, no final de cada uma das principais refeições”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

4 Formas de Evitar Manchas nos Dentes

1) FAÇA CLAREAMENTO COM AJUDA DE UM PROFISSIONAL

O clareamento é o melhor meio de acabar com qualquer problema de coloração nos dentes, seja manchamento, escurecimento ou até a fluorose dentária. Mas se essa técnica for realizada sem a indicação ou consentimento de um profissional, pode causar manchas ainda mais graves.

2) CONTROLE A QUANTIDADE DE CREME DENTAL

Outro motivo das manchas é o uso exagerado de creme dental durante a higiene. Se a quantidade passar do tamanho indicado pelos dentistas, esse hábito prolongado pode causar a fluorose dentária – um problema que acontece apenas na fase de transição dos dentes de leite para os permanentes. Essas manchinhas brancas só podem ser retiradas apenas com clareamento dental.

3) ACABE COM OS MAUS HÁBITOS DA BEBIDA E DO CIGARRO

Existem também aqueles hábitos que precisamos romper para o bem da nossa saúde geral e bucal. O fumo e o consumo de bebidas alcoólicas são alguns deles. Além de serem os maiores fatores para o câncer de boca, também podem causar manchas amareladas e escuras nos dentes. Você até pode fazer um clareamento para voltar a ter um sorriso branco, mas se continuar consumindo essas substâncias, novas manchas vão aparecer.

4) EVITE ALIMENTOS COM CORANTE OU QUE MANCHAM OS DENTES

Molho na batata frita, refrigerante bem gelado e um hambúrguer com bastante catchup. Se este cenário for comum nas suas refeições é bem capaz que você adquira algumas manchas pelo sorriso. Alimentos industrializados ou que levam corantes, consumidos ao longo do tempo, podem amarelar os dentes. O melhor jeito de fugir desse problema é mudando a sua alimentação para uma mais saudável. Essa transição trará muitas vantagens para o seu sorriso e organismo.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Como Auxiliar um Idoso com Dificuldades na sua Higiene Bucal?

SITUAÇÕES EM QUE O IDOSO PRECISA DE AJUDA

Quando o paciente possui toda a sua coordenação motora, ele pode fazer o ritual sozinho. A família só precisa dar incentivo para que o mesmo não deixe de realizar a higiene. Agora, quando o idoso apresenta alguma dificuldade ou problemas de saúde que o impeça de praticar a limpeza, é importante que uma pessoa o ajude neste momento. “Todo o auxílio é necessário para manter uma saúde bucal equilibrada e evitar perdas dentárias, sangramento gengival e infecções na região”.

COMO ENCARAR A SAÚDE E HIGIENE BUCAL NA TERCEIRA IDADE?

O idoso precisa ter o mesmo cuidado com o sorriso que uma pessoa mais jovem. Entretanto, quando o paciente possui algum tipo de complicação crônica é preciso redobrar toda a atenção. O diabetes, por exemplo, é capaz de aumentar o risco de doenças periodontais e, consequentemente, perda dentária, sangramento e infecções. “Toda e qualquer alteração na saúde deve ser avaliada de forma criteriosa e com uma regularidade maior”.

FORMAS DE AJUDAR O PACIENTE A TER UM SORRISO MELHOR

Quando o idoso é completamente saudável e possui prótese total, a especialista lembra que é bom reforçar as instruções de higiene e avaliação completa da cavidade oral. A limpeza deve ser feita em duas etapas. A primeira fazendo a higiene apenas da prótese, com uma escova de cerdas duras, e a segunda parte é a limpeza da boca, escovando a gengiva, língua e o céu da boca. Fora o auxílio da higiene bucal, é importante que o paciente consulte regularmente o dentista.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

O Uso da Chupeta e Dedo na Boca pode Entortar os Dentes?

Dar chupeta para o bebê não chorar, como já dizia a marchinha de carnaval, é um gesto quase automático para amenizar a manha dos pequenos. O problema é que, ao mesmo tempo que esse acessório é capaz de tranquilizá-los, ele também pode fazer mal para a saúde bucal na infância. Segundo os dentistas, o mesmo vale para aquelas crianças que vivem com o dedo na boca.

CHUPETA E DEDO NA BOCA PREJUDICAM A DENTIÇÃO?

Muitos podem achar um hábito inofensivo e fofo, mas chupar dedo e chupeta após os 3 anos de idade reflete em problemas bucais futuros para a criança. “Se esse hábito se mantém até a época da troca dos dentes de leite pelos permanentes, as más oclusões podem necessitar de um aparelho ortodôntico para sua correção”. Se interromper a prática o quanto antes, as alterações dentárias leves são corrigidas logo após a sua eliminação.

ABANDONANDO A CHUPETA SEM ESTRESSE

Os pais ficam preocupados no momento de retirar a chupeta, mas o importante nesta hora é não causar traumas. Jogar o acessório fora sem avisar não é a melhor atitude. Vá afastando aos poucos até o seu filho não sentir mais falta. Conversar também é muito bom. Explique a todo momento que a criança precisa deixar a chupeta por conta da idade e que será o melhor para ela. Se o pequeno apresentar resistência, procure ajuda de um especialista. Desta forma a criança não corre o risco de ter problemas bucais e encara de forma positiva a perda do acessório.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Chega de Dor! Saiba como lidar com a Sensibilidade nos Dentes

COMO LIDAR COM A SENSIBILIDADE DENTÁRIA:

1-Quando sentir os primeiros incômodos ao ingerir algum alimento muito quente ou gelado, procure um dentista.

2- O dentista vai realizar o diagnóstico para indicar o melhor tratamento da sua sensibilidade. Aproveite para tirar todas as dúvidas sobre o assunto.

3- Os cuidados começam no consultório dentário, mas o paciente precisa continuar em casa usando creme dental para dentes sensíveis.

4- É importante o paciente retornar ao consultório para uma revisão.

5- Mantenha bons hábitos e faça uma higiene bucal tranquila para controlar ou evitar a sensibilidade dentária.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Fluorose Dentária: Entenda o que são as Manchas no Dente

Após a escovação, você sempre dá aquela conferida no espelho para saber se seus dentes ficaram bem limpos. Um dia desses, ao fazer o mesmo ritual, percebeu alguns pontinhos brancos no seu sorriso. No início, até pareceram alguns restinhos de creme dental grudados, mas quando essas manchinhas não somem, podem significar algo bem mais sério, como a fluorose dentária.

COMO A FLUOROSE PODE SURGIR?

Assim como todo problema bucal, a fluorose não surge do nada. Estas manchas podem ocorrer devido a ingestão excessiva ou prolongada de flúor durante a fase de formação dos primeiros dentes (desde o nascimento da criança até os 5 anos de idade). O uso exagerado de creme dental na escovação e até a própria água que bebemos são fatores que acabam desencadeando o problema. “Eles deixam os dentes com manchas, em geral, esbranquiçadas e porosas. Em alguns casos elas podem se apresentar de forma acastanhada”.

MANCHAS BRANCAS PODEM SER APENAS FLUOROSE?

Essa é uma pergunta muito comum nos consultórios dentários, manchas brancas nem sempre podem significar uma fluorose dentária. “Pode ser cárie ativa ou inativa e até mesmo um trauma na fase de formação dos dentes”. Além disso, é importante realizar uma avaliação detalhada para saber a real causa e, assim, definir o plano de tratamento. Não deixe de ir ao dentista quando perceber algo de diferente no seu sorriso. Descobrir o que você tem de maneira precoce só aumentam as chances de sucesso da terapia.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem
52 anos ago dicas , Uncategorized

Dentes Tortos Nunca Mais! Conheça o poder da Ortodontia na sua Vida

Ter um belo sorriso não significa apenas ser branquinho e longe de cáries. Dentes alinhados fazem toda a diferença, e engana-se quem acha que é só na hora de sorrir. Quando uma pessoa precisa de um tratamento ortodôntico para corrigir alguma oclusão, outros problemas também podem ser resolvidos.

POR QUE DENTES NASCEM TORTOS?

Diversos motivos levam uma pessoa a ter dentes tortos e isso pode afetar muito a vida do paciente. Quem nunca conheceu aquela pessoa que sente vergonha ao sorrir e sempre esconde com as mãos? E por que isso acontece? Pode ser alguma má formação óssea que acarreta em uma mordida cruzada, um dente que não nasce, ou até mesmo por uma questão muscular, como uma má posição de língua que pode gerar uma mordida aberta anterior (má oclusão na qual não há contato entre os dentes da frente com os de baixo quando se fecha a boca). “Normalmente, existe uma interação entre todos esses problemas, havendo, contudo, um fator etiológico dominante e, portanto, determinante na hora do tratamento”.

QUE RISCOS OS DENTES TORTOS PODEM TRAZER

O problema de ter dentes tortos não é apenas por uma questão estética. Se os dentes não estão bem posicionados, algumas funções podem ser comprometidas, como a respiração, a deglutição e a fala. Isso porque o crescimento facial e a fisiologia oclusal estão relacionados ao desenvolvimento muscular e aos tecidos moles, que, por sua vez, estão associados a essas funcionalidades. “Elas exercem importante papel na maturação da musculatura bucal e facial, acontecendo o inverso com hábitos inadequados”.

COMO A ORTODONTIA PODE TE AJUDAR

A ortodontia entra exatamente para corrigir esse problema dos dentes tortos. Essa especialidade visa estabelecer uma oclusão equilibrada, estável e em harmonia com as linhas faciais e demais partes do aparelho mastigador. O tratamento ortodôntico não muda apenas a posição dos dentes, sua finalidade é também devolver a função correta da mastigação, deglutição e fala, além de diminuir qualquer disfunção na articulação temporomandibular que possa existir. “E ainda melhorar a condição psicossocial desse paciente, uma vez que o mau posicionamento dos dentes pode comprometer diretamente sua estética facial”.

PRECISO FAZER UM TRATAMENTO ORTODÔNTICO MAIS DE UMA VEZ?

Uma das grandes dúvidas que surge é se uma vez feito um tratamento ortodôntico, é necessário realizar outro futuramente. Quando esse tipo de procedimento é realizado na fase de crescimento de um paciente, o objetivo é uma mudança na base óssea. Então, muitas vezes, será preciso uma segunda etapa corretiva, com aparelhos fixos, que geralmente ocorre na adolescência, visando chegar em um sorriso perfeito. “Esse tipo de oclusão pressupõe 28 dentes corretamente ordenados no arco e em harmonia com as forças estáticas e dinâmicas que sobre eles atuam, apresentando-se esteticamente atrativos”.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

imagem

3 Hábitos que podem estar deixando seus dentes Amarelados

Ter um sorriso branco se tornou requisito estético para muitas pessoas. Mas nem todo mundo consegue ter dentes naturalmente desta cor. Apresentar um tom amarelado é relativamente normal, mas que pode ser corrigido. Porém, não é mágica! Você precisa colaborar para esse efeito. Como andam seus hábitos diários quanto à alimentação e higiene bucal?Você pode achar que não há relação alguma, mas isso contribui muito na busca por dentes mais brancos.

1- CONSUMIR ALIMENTOS QUE MANCHAM OS DENTES

Muitos alimentos do seu cardápio acabam sendo o motivo do amarelamento dos dentes. Existem várias causas dessa mudança de cor e uma delas é a alimentação. “Uso excessivo de bebidas e alimentos com corantes como café, chocolate, vinho, molhos, entre outros”. Para reverter este cenário, que tal iniciar uma dieta mais balanceada? Você não precisa abolir todos os alimentos, mas pode evitá-los ou adotar técnicas que driblam o manchamento, como o uso de canudo para beber sucos ou refrigerantes. Assim a bebida não entra em contato com os seus dentes.

2- FUMAR TAMBÉM DEIXA OS DENTES AMARELADOS

Além de ser um mau hábito que afeta diretamente na saúde geral, o tabagismo é também responsável pelo amarelamento dos dentes. “Sabe-se que o cigarro é um dos fatores que mais prejudicam a saúde da boca e não importa a quantidade”. É claro que outros fatores podem colaborar para este efeito, como a alimentação e o envelhecimento natural da dentina, mas os maus hábitos são os principais responsáveis por desbotar a cor natural do sorriso. Pense melhor antes de aceitar o primeiro cigarro e reflita no momento de fumar o último.

3- DEIXAR DE FAZER A HIGIENE BUCAL

Pode ser apenas uma vez, mas se você deixar de fazer o ritual de saúde bucal diário seus dentes podem ficar amarelos. A preguiça é o principal fator que te impede de fazer uma boa escovação? Pense que seu bem-estar oral e a saúde do organismo estão em jogo. Realizando uma limpeza completa, de aproximadamente dois minutos após todas as refeições, você consegue manter um sorriso saudável e com sua cor natural.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem
52 anos ago dicas , Uncategorized

Não Escovou os Dentes? Veja 4 Situações que Podem Acontecer se você não Praticar a Higiene Bucal

Com a rotina acelerada dos dias atuais, muita gente esquece de escovar os dentes. Acordar atrasado para trabalhar já é um motivo que as pessoas encontram para dar a velha desculpa de não fazer a limpeza diária. Ou o fato de já estar deitado para dormir, usa-se a preguiça como justificativa para não levantar e escovar os dentes.  Mas saiba que não praticar este ritual higiênico pode ocasionar várias situações desagradáveis.

1- AQUELE MAU HÁLITO DE MANHÃ

Nada é mais desagradável do que falar com uma pessoa com mau hálito logo pela manhã. Portanto, não seja essa pessoa! Dois minutinhos no início do dia para escovar os dentes, garante um dia muito mais agradável para você e para os outros. Acorde cedo, organize seu dia e tenha um bom hálito pela manhã.

2- FICAR COM SUJEIRA PRESA NOS DENTES

Há quem deixe de escovar os dentes depois do almoço. Pode ser porque esqueceu ou por não achar necessário. De qualquer forma é uma atitude errada e que precisa ser corrigida para evitar, até mesmo, situações vergonhosas. Quem nunca ficou com um pedacinho de alface ou feijão preso entre os dentes e na hora de sorrir mostrou o alimento bem ali grudado? Mas tem um jeito bem simples de não passar por isso: escovando os dentes. Essa prática não envolve apenas a escova e o creme, mas também o fio dental e o enxaguante para fechar o momento.

3- ACÚMULO DE PLACA BACTERIANA

A boca, por natureza, já é habitada por milhares de bactérias. Se você não escovar os dentes após fazer uma refeição ou comer um doce, todos estes micro-organismos se multiplicam e o ambiente se torna uma fábrica de placa bacteriana. O mesmo acontece se você não fizer a higiene bucal antes de dormir. A produção de saliva, lubrificante responsável pela “limpeza” da boca, diminui com a falta de estímulos. E sem a quantidade adequada, as bactérias fazem uma festinha noturna em seu ambiente oral. Pense bem antes de deixar de limpar seu sorriso.

4- SENSAÇÃO DE BOCA SECA

Você já percebeu que sua boca fica mais seca quando não escova os dentes? Isso acontece devido ao acúmulo de placa bacteriana sobre a língua, a chamada saburra lingual. Ela é uma massa formada por células descamadas da boca, além de bactérias, muco da saliva e restos alimentares. Se você não escovar a língua vai ter tanta saburra que ficará com a sensação de boca seca e, consequentemente, com mau hálito. Neste caso não adianta nem beber água, é preciso limpar a região com capricho e sem desculpas.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

3 Motivos Para Fazer Clareamento Dental

Talvez você olhe no espelho e não sente-se bem com os seus dentes. Aquele aspecto amarelado tem incomodado de modo que você já sente vergonha ao sorrir. Mas a boa notícia é que há solução através do clareamento dental. O procedimento estético da Odontologia devolve a cor natural dos seus dentes e ameniza as manchas existentes. Após realizá-lo é importante tomar todos os cuidados para prolongar a sua duração. Mas se você ainda está na dúvida se deve ou não investir nesse tratamento, listamos 3 motivos para te ajudar a decidir.

É SEGURO?

O processo de clareamento dental é simples, tanto que pode ser feito até mesmo em casa, seguindo as orientações e acompanhamento de um profissional. O procedimento utiliza produtos a base de peróxido de hidrogênio que quando entram em contato com a superfície dos dentes, conseguem quebrar as moléculas de pigmentos, tornando-as menores. Dessa forma, o dente fica mais claro.

1- MESMO COM TODOS OS CUIDADOS BUCAIS, O RESULTADO AINDA NÃO É SATISFATÓRIO

Você já entendeu a importância da limpeza oral completa, usando creme, fio dental e enxaguante bucal todos os dias. Mesmo seguindo todos os passos da higiene bucal correta, os seus dentes ainda não estão brancos como gostaria. É um bom momento para avaliar a necessidade de um clareamento dental e dar aquele up que o seu sorriso precisa.

2- É UM ITEM DE BELEZA PARA UM COMPROMISSO IMPORTANTE

Sim. O clareamento dental pode ser parte da sua rotina de beleza. Quando temos um grande compromisso, como o dia do casamento ou aquela festa de formatura, pensamos na roupa, cabelo e maquiagem. Mas por que não caprichar no sorriso também? Investir no branqueamento dos dentes para uma data especial faz toda a diferença no resultado do seu visual. Até porque um sorriso amarelado não combina com nada.

3- RENOVA A AUTOESTIMA

Ter dentes bonitos ajuda a elevar a autoestima. O sorriso costuma ser a primeira impressão que uma pessoa passa, então por que não cuidar desse cartão de visitas? Nada como dentes mais claros para se sentir mais apresentável e bem consigo mesmo.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Dor de Dente Pode Significar Muitas Coisas. Como Descobrir o Real Problema?

Ninguém gosta de sentir dor, não é? Ainda mais dor de dente que incomoda a ponto de dificultar a fala e mastigação. É de tirar o humor de qualquer pessoa.Tomar um analgésico e esperar o desconforto passar costuma ser uma das primeiras atitudes. Infelizmente, muita gente não leva a dor de dente tão a sério, a ponto de ignorar até não poder mais. E é assim que começa o grande problema. Além de não ser algo normal, a dor de dente, se não for tratada logo, pode trazer problemas maiores.

DOR NÃO É NORMAL

Quando a dor é fraca e suportável costuma-se adiar a ida ao dentista, esperando que a dor chegue no estágio insuportável. Entretanto, sentir dor nunca é normal. “Primeiramente, um dente saudável não dói, portanto, se qualquer desconforto acontecer, deve-se imediatamente procurar um dentista para a investigação do mesmo”. Lembre-se sempre que a dor é um sinal de que algo está errado em seu corpo.

SÓ O DENTISTA PODE SABER

“O dentista pode chegar a conclusão da causa somente com a sua queixa principal, história dentária através de perguntas específicas”. O questionário envolve saber a intensidade da dor, duração, tipo, se algo diminui ou intensifica a dor, se algum medicamento foi tomado e houve melhora, se dói quando apalpa ou bate no dente. Além de realizar exame visual ou solicitar exames radiográficos para complementação do diagnóstico.

POR QUE DÓI?

A lista das possíveis causas de uma dor de dente é extensa. Segundo a profissional, pode ser desde uma cárie profunda à um tratamento ortodôntico. “Cárie profunda, retração de gengiva por trauma de escovação ou doenças gengivais por placa, bruxismo, dente quebrado, trincas no dente, restaurações infiltradas por cárie nova, erosão dentária por consumo excessivo de alimentos e bebidas ácidas, abcessos, trauma por uma mordida errada ou restaurações não ajustadas (altas), próteses unitárias não ajustadas, fratura de raíz, tratamento de canal incompleto, tratamento ortodôntico”, dá alguns exemplos dos motivos mais corriqueiros para um dor de dente na rotina odontológica.

COMO TRATAR A DOR DE DENTE

O tratamento vai depender da causa da dor. “Pode ser desde uma orientação de escovação, uma aplicação de dessensibilizantes, passando por uma simples restauração, até o tratamento de canal, chegando a drenagem de abcessos em casos mais severos”.

ATENÇÃO AO USO DE MEDICAMENTOS

Quando sentimos uma dor, a primeira reação é logo procurar um medicamento que a alivie. “O uso de analgésicos costumam atenuar a dor em casos menos severos, porém o uso rotineiro desses tipos de remédios podem mascarar um diagnóstico sério”,  essa atitude faz adiar um tratamento que poderia ser simples.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Prótese Dentaria é Inevitável na Terceira Idade? Como saber se Preciso Usar?

Os anos passam e chega a terceira idade. Apesar de ser uma fase que exige mais cuidados, o envelhecimento é um processo biológico que faz parte do ciclo vital do ser humano, assim como a infância e a adolescência. Muitos acreditam que nesta fase o uso de prótese dentária acaba sendo algo obrigatório.

ACABANDO COM O TABU

Nem todo mundo que alcança a terceira idade precisa usar prótese. Isso vai depender muito da situação bucal de cada um. “Caso a pessoa possua todos os dentes e nenhuma necessidade de reabilitação do elemento, não tem por que usar”. A prótese móvel ou fixa tem o grande papel de repor a estrutura dentária do paciente, devolvendo a oclusão, mantendo o espaço e recuperando a estética do sorriso. Isso faz bem tanto pra saúde quanto para o bem-estar da pessoa.

UM SORRISO COMPLETO = UMA BOCA MAIS SAUDÁVEL

Quem não tem mais aquele sorriso de antes, com todos os dentes na arcada, é muito importante devolver os elementos faltosos ou até parte deles. “Isso devolve a oclusão correta do paciente, impede a movimentação de outros elementos e evita o aparecimentos de distúrbios mastigatórios”. Possuir todos os dentes não significa que você se importa apenas com a beleza, mas, principalmente, que você está em dia com uma vida saudável. Mantenha esse ritmo e continue fazendo boa ação para sua boca e organismo.

O TEMPO PASSA E A HIGIENE BUCAL NÃO PARA

Independente do sorriso que você tiver, a limpeza e os cuidados vêm sempre em primeiro lugar. “É importante manter a higiene da prótese e da cavidade oral, bem como visitar o dentista regularmente para manutenção da prótese e avaliações clínicas”. Não se esqueça de utilizar as ferramentas certas. Neste caso, uma escova de dentes de cerdas duras, um sabonete neutro ou um creme dental refrescante sem componentes abrasivos ajudam a limpar a prótese. Havendo elementos dentários, a escova ideal é de cerdas macias. Lembre-se que escovar a língua também faz parte do ritual. Depois disso, você vai descobrir que sorrir pra vida nunca foi tão gostoso.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Faça Branqueamento e livre-se dos Dentes Amarelados.

COMO FUNCIONA O TRATAMENTO

Branqueamento nos dentes é o nome popular que se dá para a técnica de clareamento dental, realizado pelo dentista em seus pacientes. “Esse procedimento consiste em utilizar produtos a base de peróxido de hidrogênio que em contato com a superfície dental tem a capacidade de quebrar as longas moléculas de pigmentos que se dissociam em moléculas menores e tornam o dente mais claro”.

CHANCES DE SUCESSO

É difícil prever o quanto o dente vai clarear, já que isso varia de pessoa para pessoa, todo dente fica mais claro quando submetido à técnica do branqueamento. Entretanto, o dentista lembra que é importante fazer o clareamento dental antes de qualquer outra técnica de restauração estética, como o uso de lentes de contato dental ou facetas. Os hábitos de higiene e alimentação do paciente também contribuem muito para o sucesso da técnica.

BRANQUEAMENTO DENTAL DEVOLVE SUA AUTOESTIMA

A sua autoestima e a beleza de seus dentes certamente serão revigoradas. Além disso, você vai desfilar aparência de saudável por aí. “Dentes claros, bem contornados e alinhados são considerados esteticamentes agradáveis”.

OS DENTES FICAM SENSÍVEIS?

É comum o paciente apresentar sensibilidade durante o clareamento dental, mas é diferente da sensibilidade causada por uma retração gengival, por exemplo. Com a técnica de branqueamento, uma pequena sensibilidade pode ser sentida, porém, é passageira, por isso o procedimento deve ser supervisionado por um profissional capacitado. “O dentista deve adequar concentração, frequência e período de aplicação do produto clareador”.

CUIDADOS APÓS O TRATAMENTO

Para que o investimento feito no tratamento não seja jogado fora, é importante manter os hábitos de higiene no dia a dia, reduzindo principalmente a ingestão de alimentos com muito corantes. Faça visitas periódicas ao seu dentista e peça para ele indicar produtos de uso diário para manter os dentes claros e saudáveis por mais tempo.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem
52 anos ago dicas , Uncategorized

Extração dos Dentes de Leite Pode ser Indicada por Diferentes Motivos.

troca dos dentinhos de leite é uma fase marcante na vida das crianças, mas nem sempre acontece no tempo certo e pode causar problemas bucais que só um tratamento ortodôntico poderá prevenir. Para isso, muitas vezes a extração dos dentes decíduos que não caíram são necessárias para que os permanentes apareçam.

Os primeiros passos do dentista

O profissional vai realizar uma anamnese do paciente para descobrir se a extração será realmente necessária. “Por meio de um exame clínico e radiográfico o dentista consegue avaliar em que fase de formação está o dente permanente e se é necessária a extração do dente de leite, para que a erupção ocorra dentro do período de desenvolvimento adequado”. As radiografias mostram retenções prolongadas de dentes decíduos que prejudicam a erupção do permanente, tornando o diagnóstico do problema ainda mais fácil e um tratamento precoce.

As etapas de nascimento e queda dos dentes

Tudo começa quando seu filho é ainda um bebê, com 6 ou 8 meses de vida, e os primeiros dentinhos começam a nascer. Ao completar 3 anos seu pequeno já terá o sorriso de leite formado. “A erupção dos dentes permanentes se dá aproximadamente aos 6 anos com o primeiro molar e a partir do 7 anos inicia a esfoliação, ou queda dos dentes de leite, e nascimento dos permanentes”.

Ter um profissional de confiança é essencial

É primordial que um dentista qualificado e de total confiança da famíliarealize o tratamento. “A partir do momento que os pais procuram um profissional, devem confiar no plano de tratamento por ele proposto”. Os papais e mamães corujas também precisam cumprir o seu papel tirando todas as dúvidas possíveis sobre o procedimento até mesmo para ficarem mais seguros e transmitir este sentimento para o filho.

Escovas para o tamanho da higiene do seu filho

Nossa higiene bucal é formada por fases. Assim como todo ser humano, as escovas de dentes também vão acompanhando nosso crescimento. Quando pequenos, elas são menores, mas não significa que a higiene é pouca. Muito pelo contrário, essas mini-ferramentas são ideais para limpar todos os dentes da criançada, alcançando, até mesmo, aqueles espacinhos mais difíceis.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

imagem

Dentes Inclusos é um Problema Bucal que Pode Afetar os Sisos. Entenda as Causas e os Riscos

Nosso universo bucal é formado por muitos fenômenos. Um deles são os dentes inclusos, ou simplesmente aqueles dentes que não nasceram. “Os dentes frequentemente permanecem inclusos devido ao comprimento inadequado da arcada dentária que leva a uma falta de espaço para a erupção dentária”.

QUAIS DENTES ESSE PROBLEMA AFETA?

O dente incluso é aquele que não nasceu por que não conseguiu erupcionar ou simplesmente por que não estava no tempo certo. Este problema pode afetar muitos lugares da arcada. “Os dentes inclusos mais frequentes, em ordem decrescente são: terceiros molares (sisos), caninos superiores, pré-molares inferiores, caninos inferiores, pré-molares superiores, incisivos centrais superiores, incisivos laterais superiores e segundos molares inferiores”. Existem também os classificados como semi-inclusos, aqueles que erupcionaram parcialmente.

QUESTÕES PATOLÓGICAS SÃO ALGUMAS DAS CAUSAS

Esses dentes escondidos acabam não dando o ar da graça devido ao tamanho inadequado da arcada, ocasionando a falta de espaço. “O comprimento total do osso alveolar é menor que o comprimento total da arcada dentária. Outra causa de inclusão dentária são barreiras mecânicas que impedem a erupção do dente, como lesões patológicas (cistos e tumores) ou dentes extras chamados de dentes extranumerários ou supranumerários”.

O QUE FAZER COM DENTES INCLUSOS?

Eles podem ser aproveitados, em alguns casos, através de um procedimento chamado tracionamento. “Esta técnica normalmente é realizada para o aproveitamento dos caninos superiores inclusos. Consiste em puxá-lo para fora com o auxílio de um aparelho ortodôntico”. Já os sisos são dentes sem nenhuma função na boca e, por isso, a extração é o único tratamento indicado para aqueles que estão inclusos. “A remoção precoce reduz a morbidade pós-operatória e permite melhor cicatrização. A melhor época para a remoção dos sisos é entre os 17 e 20 anos”.

A IMPORTÂNCIA DOS DENTES DE LEITE

Os dentes de leite são importantes para o futuro da nossa saúde bucal. Cuidando bem deles, podemos evitar problemas como a inclusão dentária. “Não é porque o dente de leite vai “cair” e nascer outro no lugar que não devemos cuidar deles. Eles são responsáveis por manter o espaço na arcada para os dentes permanentes”. Também é essencial manter um acompanhamento periódico com seu dentista para que qualquer coisa que esteja comprometendo a erupção de um dente permanente seja diagnosticada o quanto antes.

FIO DENTAL PROPORCIONA LIMPEZA EM TODOS OS CANTOS

Para evitar os riscos de um inclusão precisamos cuidar do sorriso. “Sempre escovar os dentes após as refeições, evitar o consumo excessivo de alimentos muito ácidos e com muito açúcar e evitar hábitos parafuncionais nocivos aos dentes, como roer unha ou mordiscar objetos”. Para dar aquela ajudinha, nada melhor do que usar um dos elementos-chave para uma boa limpeza, o fio dental. Com ele fica mais fácil retirar todos os vestígios alimentares usando um material resistente e suave para as suas gengivas sem ter a preocupação de arrebentar ou ferir seu sorriso.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br

 

imagem

Mordida Profunda pode Prejudicar Dentes, Musculatura e Articulações

No momento de sorrir você vem reparando que seus dentes de cima estão cobrindo excessivamente os de baixo, a ponto de mal conseguir vê-los. Isso é um problema bucal e que pode ser tratado. “A mordida profunda é um tipo de má oclusão onde os incisivos superiores cobrem mais de um terço dos incisivos inferiores”. Também chamada de sobremordida, o problema pode comprometer a saúde dos dentes, da musculatura e articulações. Muito mais do que uma questão estética, se não for tratado, pode resultar em complicações graves.

 

O PROBLEMA PODE SURGIR POR DIFERENTES CAUSAS

O problema de desenvolvimento dos ossos maxilares não é a única razão. “A etiologia da má oclusão de mordida profunda é muito complexa, desde fatores genéticos, ambientais e até locais”.

O TRATAMENTO VAI DEPENDER DE UMA AVALIAÇÃO

O diagnóstico só pode ser feito após a realização de exames e uma avaliação médica. “Dependerá diretamente de fatores como a idade do paciente, o fator etiológico que provocou a mordida profunda e a localização da mordida profunda”. Desta forma, o especialista indicará a forma correta de tratamento.”Pode ser desde o controle do crescimento, aparelhos funcionais, aparelhos removíveis, aparelhos fixos até batentes“.

MORDIDA PROFUNDA PODE CAUSAR PROBLEMAS SÉRIOS NA MANDÍBULA

“A mordida profunda não tratada pode causar em pacientes em crescimento um ‘travamento’ da mandíbula, provocando a falta de crescimento normal. Isso pode deixá-lo com um perfil mais convexo (arredondado) e provocar outros tipos de problemas oclusais”. Outras complicações como problemas na articulação temporomandibular e distúrbios gengivais como a retração gengival também estão na lista.

A PREVENÇÃO VAI DEPENDER DA CAUSA DA MORDIDA

A prevenção pode até ser possível, porém, mais uma vez, vai depender da causa. “Se for algum fator ambiental local, sim, podemos fazer a prevenção removendo o fator causador. Se for genético o controle do crescimento deve ser avaliado”. Realize uma consulta com o ortodontista para avaliação do seu caso e, assim, saber qual a melhor forma de agir.

A HIGIENE EM TRATAMENTO ORTODÔNTICO MUDA

Para quem passa por tratamento ortodônticos precisa caprichar ainda mais nos cuidados bucais. Não só com a alimentação, mas também na tarefa de higiene bucal diária. Confie no poder do fio dental Super floss que possui uma extremidade rígida facilitando sua inserção sob aparelhos ortodônticos, pontes e espaços interproximais estreitos. Além disso, a ferramenta remove toda placa bacteriana dos dentes e na linha da gengiva para, em seguida, facilitar sua escovação.

Encontre os melhores Profissionais Odontológicos para saber a necessidade de uma extração.

www.dentistasdejau.com.br